Paraná

Paraná recebe medicamentos do Rio para internações por Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paraná recebe medicamentos do Rio para internações por Covid-19
Paraná recebe medicamentos do Rio para internações por Covid-19

O Governo do Estado recebeu anestésicos e relaxantes musculares do Hospital Unimed, do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (27). Os medicamentos vão auxiliar nos procedimentos de entubação e manutenção de pacientes nos hospitais que fazem parte do plano estadual de enfrentamento à Covid-19.

continua após publicidade

A ação foi articulada pelo Ministério da Saúde, a partir de uma mobilização da Secretaria de Estado da Saúde, que já na semana passada alertava para a escassez dos insumos para atendimento de pacientes internados.

“A Secretaria da Saúde não tem medido esforços para viabilizar medicamentos para toda a rede. Hoje estamos buscando estes insumos em outro estado, como um primeiro resultado da reunião da semana passada com o Ministério da Saúde, para conseguirmos atender uma parte de toda a demanda”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

continua após publicidade

O Paraná também já está habilitado no processo de compra de medicamentos pelo Ministério da Saúde para todos os estados. A Sesa também fez uma aquisição recente para abastecer as unidades hospitalares.

“O Governo já fez uma aquisição de medicamentos, que já chegaram ao nosso depósito na semana passada, e devemos receber o restante nos próximos dias”, explicou o assessor especial de gabinete da Sesa, César Neves.

O Paraná deve receber ainda esta semana mais uma remessa de medicamentos do Ministério da Saúde.

continua após publicidade

“O Governo Federal enviará mais um quantitativo de insumos para o Paraná, em caráter emergencial. Além disso, o Paraná aderiu a ata de registro de preços do Ministério da Saúde, que está fazendo uma grande compra para abastecimento de todos os estados”, completou.

APOIO – A ação teve o apoio da Casa Militar, da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, que articulou a logística com a Secretaria da Polícia Civil do Rio de Janeiro.