Paraná

Operação prende suspeito de envolvimento em roubos a bancos

O homem preso estava foragido há quatro anos e também é suspeito de de coordenar a distribuição de drogas no Paraná

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O primeiro trimestre de 2021 registrou uma redução de 13,3% em mortes violentas intencionais (MVI - homicídios dolosos, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e feminicídio) em todo o Paraná, se comparado com o mesmo período de 2020. De janeiro a março de 2021 foram 559 registros, número inferior as 645 mortes dos primeiros três meses do ano anterior, conforme balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (SESP), divulgado nesta sexta-feira (21/05).  -  Curitiba, 21/05/2021  -  Foto: SESP/PR
fonte: AEN
O primeiro trimestre de 2021 registrou uma redução de 13,3% em mortes violentas intencionais (MVI - homicídios dolosos, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e feminicídio) em todo o Paraná, se comparado com o mesmo período de 2020. De janeiro a março de 2021 foram 559 registros, número inferior as 645 mortes dos primeiros três meses do ano anterior, conforme balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (SESP), divulgado nesta sexta-feira (21/05). - Curitiba, 21/05/2021 - Foto: SESP/PR

Uma operação integrada entre policiais civis, militares e federais prendeu um suspeito de integrar uma quadrilha de roubos a bancos. A ação ocorreu na noite de sexta-feira (17), em Ivinhema, no centro-oeste do Mato Grosso do Sul. O homem, que estava foragido há quase quatro anos, já possuía três mandados de prisão e usava um nome falso. Ele ainda responde a inquéritos por tráfico de drogas e crimes violentos contra o patrimônio.

continua após publicidade

A operação foi coordenada pela Secretaria da Segurança Pública do Paraná (Sesp) e contou com o apoio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e da Secretaria da Justiça e Segurança Pública do Mato Grosso do Sul. Participaram da ação policiais militares e civis do Paraná, policiais militares do estado vizinho e ainda policiais federais lotados no estado sul mato-grossense.

FORÇA-TAREFA

continua após publicidade

“A partir de agora, uma das diretrizes, para a nova Força-tarefa de Segurança Pública da Sesp, que será criada em breve, será a localização e prisão de alvos estratégicos para o combate ao crime organizado no Paraná, em colaboração com as forças federais e todos os demais estados. Esta ação integrada é um prenúncio do que será o trabalho da Força-tarefa”, destacou o secretário da Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.

A abordagem tática feita pelos policiais ocorreu no município do MS após uma série de investigações por parte das instituições. "Este homem vinha sendo monitorado há muito tempo e prendê-lo faz parte de uma sistemática da Sesp de tirar das ruas criminosos de alta periculosidade, com relevância para organizações criminosas do tráfico de drogas que têm atuação nacional", explicou o coordenador da operação capitão Gilberto Kummer.

O homem preso é natural de Paranavaí e se apresentava com nome falso. “Temos informações de que ele tem participação e até coordenação na distribuição de drogas na região noroeste do Paraná, tendo função relevante em uma organização criminosa”, contou Kummer.

continua após publicidade

O criminoso havia fugido da Penitenciária Estadual de Piraquara, em setembro de 2018, juntamente com outros 28 presos.

Agência Estadual do Paraná. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News