Paraná

Onça-parda é flagrada caminhando na região de Maringá; veja

Aumento de aparições de onças tem assustado e chamado a atenção de moradores e autoridades de municípios da região

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O animal passava tranquilamente por uma estrada de chão
fonte: GMC Online
O animal passava tranquilamente por uma estrada de chão

Uma onça foi filmada andando em meio a um canavial, em Jardim Olinda, na região de Maringá. Segundo a prefeitura do município, as imagens foram gravadas de dentro de um veículo por um trabalhador de uma usina sucroalcooleira. O animal passava tranquilamente por uma estrada de chão. A reportagem é do GMC Online.

continua após publicidade

O biólogo Nelson Junior viu as imagens e disse à reportagem se tratar de uma onça-parda, também conhecida como Suçuarana (Puma Concolor). “É um animal grande adulto, olha o tamanho da musculatura das pernas traseiras, essa onça pode chegar a 80 km por hora”, afirmou.

Veja o flagrante do animal:

continua após publicidade

  null - Vídeo por: Reprodução  

O aumento de aparições de onças tem assustado e chamado a atenção de moradores e autoridades de municípios margeados pelo rio Paranapanema, na região de Maringá. Foram pelo menos 10 aparições do felino relatadas na último mês, nos municípios de Jardim Olinda, Itaguajé e Paranapoema; e mais 3, em junho.

As três localidades concentram áreas de matas, fazendas e grandes plantios agrícolas. Existe também a proximidade com o Parque Estadual do Morro do Diabo, no estado de São Paulo.

continua após publicidade

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Jardim Olinda, as onças começaram a ser vistas com mais frequência desde o início de maio. Por conta disso, o município emitiu alerta aos moradores. A recomendação é para que as pessoas evitem andar sozinhas, principalmente à noite. Caso pegadas sejam encontradas, fotos e a localização devem ser repassadas aos órgão competentes.

A prefeita de Jardim Olinda, Lucimar Souza Morais, disse ao GMC Online que está preocupada, principalmente com as casas de veraneio. “Os animais estão se sentido encurralados no habitat deles e estão chegando perto da cidade. Essa semana, por exemplo, nosso vigia do parque ecológico passou apuro, ao avistar duas onças-pintadas. Nossa preocupação é que do lado do parque temos 200 casas de veraneio, famílias ficam aqui nos feriados e outras passaram a residir”, destacou.

As mesmas recomendações foram compartilhadas pelo prefeito de Itaguajé, Crisogono Noleto.

continua após publicidade

Em Jardim Olinda, as onças passaram a ser vistas por pescadores, principalmente, em uma região conhecida como Ecopark, que fica entre a cidade e o Rio Paranapanema. Em Paranapoema, elas chegaram até as fazendas de gado e estão atacando os animais. Um funcionário da fazenda Guanabara fotografou um dos bezerros que foi arrastado e comido pela onça. Boa parte da carcaça foi abandonado.

Na PR-542, em Itaguajé, uma onça-pintada foi encontrada morta às margens da rodovia. O animal provavelmente foi atropelado. 

O biólogo Nelson Junior disse que o aumento de aparições de onças-pintadas na região do Paranapanema está ligado a mudanças no meio ambiente local. “Um dos motivos pode ser o avanço de regiões de plantação, de pastagem e, consequentemente, a diminuição de regiões de matas fechadas, que é o habitat natural das onças. É um animal que não anda em bando, ele anda isolado e precisa de uma área geográfica grande para poder viver e se alimentar. Outro fator importante, é que pode estar ocorrendo nessa região a diminuição de presas naturais das onças: catetos, queixadas, capivaras e tatus. E sem a alimentação natural dela, ela vai acabar procurando outra região e atacando bovinos”, explicou.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News