Paraná

Nova empresa assume operação do ferry-boat de Guaratuba

Foram 141 autuações aplicadas pelo governo estadual contra a empresa desde o começo de abril de 2021

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Nova empresa assume operação do ferry-boat de Guaratuba
fonte: Gabrielly Pontes/CGE/ AEN

A partir da 0h01 desta quinta-feira (10),  administração do ferry-boat de Guratuba, no litoral do Paraná, terá uma nova empresa responsável pelo serviço de travessia, que agora passa a ser operada pela INC Internacional Marítima. 

continua após publicidade

A medida é um contrato emergencial realizado pelo Governo do Paraná e foi anunciada nesta quarta-feira (9) depois de uma mudança no posicionamento do governo, que descartava uma rescisão de contrato com a atual concessionária estava descartada antes do final do verão.

Com a contratação efetivada, conforme o governo, o estado declarou também a caducidade de contrato com a BR Travessias após descumprimento de obrigações da empresa.

continua após publicidade

Foram 141 autuações aplicadas pelo governo estadual contra a empresa desde o começo de abril de 2021, quando a BR Travessias assumiu o serviço com contrato previsto de 10 anos.

O início das operações da empresa foi marcado por aumento de 20% na tarifa e demora na travessia, além de problemas como o afundamento de um flutuante e também uma balsa à deriva.

Por meio de nota, a BR Travessias afirmou "surpresa com a ação do governo, ao divulgar a informação antes de comunicá-la" e disse que vai "honrar todos os compromissos assumidos".

continua após publicidade

Além disso, a empresa ressaltou que tem priorizado o pagamento dos salários de funcionários.

Nova gestão

A empresa INC Internacional Marítima faz a travessia entre Salvador e a Ilha de Itaparica, na Bahia. Segundo o DER, a companhia atua há mais de 30 anos no mercado.

continua após publicidade

O contrato será emergencial, com prazo máximo de duração de seis meses, até a abertura de uma nova licitação. Haverá uma fase de transição.

As empresas interessadas na gestão da travessia puderam apresentar propostas até terça-feira (8), inclusive com vistorias nas instalações do ferry-boat.

Venceu a proposta com a melhor tarifa e condições para executar a operação, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR).

Com informações, G1