Paraná

Mulher recebe carta inusitada: use roupas ‘adequadas’

A jovem registrou um boletim de ocorrência

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mulher recebe carta inusitada: use roupas ‘adequadas’
Mulher recebe carta inusitada: use roupas ‘adequadas’

Uma jovem de 22 anos, que mora em um condomínio em Iguatemi, distrito de Maringá, no Paraná, recebeu uma carta anônima com um pedido inusitado, que deixou a moça constrangida e ela até procurou a polícia. 

continua após publicidade

Quem escreveu a carta, pede que a jovem, Ana Paula Benatti, use roupas ‘adequadas’ no interior  condomínio.

O que chama ainda mais atenção, é que a moça mudou para o apartamento no final do mês passado, e a carta foi colocada debaixo da porta dela, na última sexta-feira (7). 

continua após publicidade

“Gostaríamos que tivesse o pudor e decência de usar roupas adequadas nas dependências do condomínio. Aqui mora pessoas casada e de várias religiões e a senhora não está tendo o respeito, usado roupas vulgar. Não sei de onde veio, mas aqui mora gente de família, então por favor, dá-se o respeito, porque eu como homem e pai de família fiquei com vergonha de estar com a minha filha e a senhora quase nua lá fora. Muda o jeito de se portar nesse ligar ou vamos conversar com a dona do apartamento", consta na carta. 

Ana Paula, que trabalha como escriturária em um hospital de Maringá, disse que estava constrangida e se sentiu ameaçada. 

“Quando abri a carta não acreditei no que eu estava lendo. Achei que era zoação, pensei: ‘não é possível que uma pessoa tenha tido o trabalho de escrever isso e colocar debaixo da minha porta’. Meu sentimento foi de indignação, nojo, me deu embrulho no estômago, eu só chorava. Uma raiva por não saber de quem veio, por não conhecer ninguém ali ainda, e a pessoa ter feito isso comigo, sem ao menos me conhecer. Me julgando pelo que eu visto, e não pelo que sou. Foi humilhada, assediada, me senti invadida e, além do mais, me senti perseguida e vigiada, porque como a pessoa sabia em qual apartamento eu morava, sendo que eu tinha acabado de mudar?”, relatou em entrevista ao portal GMC Online.

continua após publicidade

A jovem mostrou a carta para síndico do condomínio, ela também procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência nesta terça-feira (11), pelo crime de injúria.

Ana Paula ressaltou que não pretende se mudar do apartamento.