Paraná

Mulher que tentou levar bebê de maternidade será solta

A jovem, de 23 anos, entrou em uma maternidade vestida de enfermeira, pegou um bebê e tentou deixar o local com a criança. A Justiça determinou que ela deve ser solta

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mulher que tentou levar bebê de maternidade será solta
fonte: Reprodução/Hospital do Trabalhador
Mulher que tentou levar bebê de maternidade será solta

Nesta quarta-feira (28), a Justiça determinou que a mulher presa por tentar levar um bebê da maternidade do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, seja solta. 

continua após publicidade

O caso foi registrado no dia 12 de julho. Talita Meireles, de 23 anos, entrou na instituição vestida de enfermeira, pegou um bebê e tentou deixar o local com a criança nos braços. 

O caso é investigado pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria). Talita é suspeita do crime de subtração de incapaz. A suspeita está presa no Complexo Médico-Penal (CMP), em Pinhais.

continua após publicidade

Segundo a Justiça, apesar da gravidade do crime cometido pela mulher, não há elementos suficientes para a manutenção da prisão preventiva. Ainda conforme a Justiça, Talita será proibida de ir em qualquer maternidade e não poderá deixar a Região Metropolitana de Curitiba sem autorização judicial. 

A Justiça também determinou que a suspeita faça tratamento psicológico.

A defesa de Talita afirmou que a suspeita "não se trata de uma criminosa", mas de uma mulher com crise psicológica e emocional.

continua após publicidade

O crime

A Polícia Militar (PM) prendeu uma jovem, de 23 anos, que tentou levar uma criança de uma maternidade em Curitiba, capital do Paraná. A mulher foi abordada na recepção da instituição, já com o bebê recém-nascido no colo. 

A suspeita utilizava roupa de enfermeira e, devido a esse fato, conseguiu ter acesso a maternidade. Logo após, a mulher foi em um dos quartos e disse para a mãe do recém-nascido que o levaria para fazer exames. 

continua após publicidade

No entanto, a falsa enfermeira tentou sair com a criança pela entrada do hospital, porém, foi parada por profissionais que atuam no local. Na sequência, os agentes de segurança foram chamados para atender a ocorrência. A mulher foi encaminhada para a Central de Flagrantes de Curitiba. 

Em um depoimento, a jovem relatou que sofreu um aborto e precisava de outra criança. Ela alegou que pegou o bebê para vender para uma vizinha, em Colombo, município da Região Metropolitana de Curitiba.

A Polícia Civil está investigando o caso.