Paraná

Morre policial baleado durante ataque a Guarapuava

Cabo Ricieri Chagas estava em viatura alvejada por criminosos e foi baleado na cabeça no último domingo, 17.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Morre policial baleado durante ataque a Guarapuava
fonte: Reprodução / Redes sociais

A Polícia Militar informou, neste sábado (23), que o cabo Ricieri Chagas, baleado na cabeça durante a tentativa de assalto à empresa de valores em Guarapuava, teve morte cerebral confirmada. O comunicado foi feito pelo novo comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Major Flávio Ferraz. A reportagem é do portal G1.

continua após publicidade

À RPC, o comandante disse que fez o comunicado representando a família do cabo. Ricieri estava na viatura alvejada por criminosos na noite do último domingo (17). A polícia lamentou a perda do militar, que estava na corporação há 26 anos. Ricieri foi a única vítima do ataque que morreu. Além dele, outras duas pessoas ficaram feridas, sendo elas um segundo PM e um civil.

O militar deixou a esposa e dois filhos.

continua após publicidade

Junto a Ricieri, outros dois policias e um cachorro estavam no veículo alvejado: o cabo Wendler, que não se feriu e foi salvo de um tiro de fuzil que acertou o celular dele; e o cabo José Douglas Bonato, que foi baleado na perna e recebeu alta do hospital. O animal não se feriu.

Todos eles deixavam a sede do 16º batalhão, em Guarapuava, quando foram surpreendidos por parte do grupo criminoso, que fez diversos disparos contra a viatura de acordo com o secretário de Estado Segurança Pública do Paraná, coronel Romulo Marinho Soares.

Um civil, que não teve o nome revelado, foi atingido dentro de casa. Ele mora próximo da transportadora de valores. Segundo a PM, ele recebeu atendimento médico e foi liberado.

continua após publicidade

Ao menos 30 criminosos estavam envolvidos na tentativa de assalto. Até este sábado (23), duas pessoas foram ouvidas como suspeitas, mas foram liberadas.

Com informações do G1.