Paraná

Meta é vacinar toda população adulta até outubro no PR

“Agora, mais do que nunca, temos que baixar a idade de imunização da população geral", disse Beto Preto

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Meta é vacinar toda população adulta até outubro no PR
Meta é vacinar toda população adulta até outubro no PR

Nesta quarta-feira (9), o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, prestou contas das ações de sua pasta referente ao primeiro quadrimestre de 2021, na Assembleia Legislativa do Paraná. Ele repassou aos deputados que a intenção do governo do PR é vacinar a toda a população paranaense com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até o final do mês de outubro.

continua após publicidade

“Agora, mais do que nunca, temos que baixar a idade de imunização da população geral. O Ministério da Saúde coloca meta para dezembro para a primeira dose. Estamos colocando como meta final de outubro, sendo bastante econômico para não criar falsas expectativas e incentivando que todos tomem a vacina. Muitos que tomaram a primeira dose não voltaram para tomar a segunda dose e isso é preocupante”, alertou.

Beto Preto anunciou o número consolidado até o dia 1º de junho de 2,36 milhões de paranaenses que receberem a primeira dose de vacina e 1,145 que receberam a segunda dose, com 3,505 milhões de doses aplicadas e 5,257 milhões de doses recebidas pelo estado através do Plano Nacional de Imunizações (PNI). 

continua após publicidade

O secretário ainda anunciou que o Estado deverá receber nos próximos dias 150 mil doses da vacina da Janssen contra a Covid-19. O imunizante de dose única, segundo o secretário, deverá ser aplicado em grupos prioritários, como caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo. 

“Devem chegar nessa semana ainda essas doses. O Ministério da Saúde dá a data de 27 de junho para última data de sua utilização. Nossa proposta pactuada com os municípios é para aplicação nos caminhoneiros, trabalhadores do transporte rodoviário e do transporte coletivo nos municípios” disse, não destacando quais cidades deverão receber as doses. “É um grande esforço para vacinar todos. São 3 milhões de doses da Janssen que vêm para o Brasil. O Paraná sempre tem direito a 5%. Teremos em torno de 150 mil doses no Paraná”, completou.

O Ministério da Saúde divulgou no dia 4 a antecipação do recebimento de 3 milhões de doses da vacina da Janssen, parte das 38 milhões adquiridas.

continua após publicidade

Nesta segunda-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que o prazo de validade desse imunizante é 27 de junho, o que demandará uma logística acertada por parte do Ministério da Saúde para o envio aos estados, que por sua vez deverão repassar aos municípios, que terão em torno de 10 a 14 dias, para aplicação na população.

O secretário Beto Preto demonstrou preocupação com o aumento significativo no número de gestantes mortas durante a pandemia. A deputada Cristina Silvestri (CDN) questionou as ações em relação à vacina da marca Pfizer. De acordo com ela, seriam cerca de 250 mulheres grávidas mortas no Paraná durante a pandemia.Beto Preto explicou que o Paraná aguarda orientação técnica do Ministério da Saúde. “Queremos incorporar a vacina da Pfizer, precisamos de liberação efetiva do Ministério da Saúde ou Anvisa. Houve uma diminuição de 25% dos partos no Paraná em 2020 e mulheres doentes em suas gestações”, afirmou. “Entre hoje e amanhã teremos um posicionamento oficial”.

“A gestação não é um quadro de doença. Esta explosão de casos no Brasil todo nos leva a pensar que é preciso vacinar efetivamente todas as gestantes. Tivemos questões com a Astrazeneca e agora queremos retomar a vacinação para todas as gestantes independente das comorbidades”, reiterou o secretário.