Paraná

'Maníaco da Torre' é condenado por ocultação de cadáver

Um dos assassinos em série mais conhecido do estado recebeu nova condenação, de 1 ano e quatro meses anos de prisão

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia 'Maníaco da Torre' é condenado por ocultação de cadáver
fonte: Reprodução/RPC

Nesta terça-feira (24), júri popular condenou Roneys Fon Firmino Gomes, conhecido como "Maníaco da Torre", pelo crime de ocultação de cadáver. A pena é de um ano e quatro meses de prisão. O réu foi absolvido do crime de homicídio.

continua após publicidade

O julgamento desta terça foi pela morte de uma mulher que não foi identificada. Imagens de câmeras de segurança e um pedaço do para choque do carro do acusado ajudaram nas investigações.

Tanto a defesa do réu quanto o Ministério Público avaliaram o veredicto como contraditório e afirmaram que irão recorrer.

continua após publicidade

Roneys Fon Firmino Gomes é acusado de ter matado ao menos seis mulheres, em Marigá, no norte do Paraná.

Gomes está preso desde 2015. Ele já foi a julgamento duas vezes, quando foi condenado pelas mortes de Edinalva José da Paz, de 19 anos, e Silmara Aparecida de Melo, de 33 anos.

Agora, com a nova condenação, as sentenças somam 45 anos de prisão.

continua após publicidade

Nas próximas semanas, Gomes vai passar por mais dois julgamentos. O primeiro está marcado para o dia 1º de junho, pela morte de Roseli Maria de Souza. No dia 9 de junho, o júri será sobre a morte de Mara Josiane dos Santos.

Depois dos crimes, ele disse à polícia que rezava, pedindo perdão. Após a prisão, ele confessou os crimes.

Com informações do g1.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News

Tags relacionadas: #JUSTIÇA #maringa