Mais lidas

    Paraná

    Educação

    Mais de 250 mil alunos usam sistema inovador para correção de redações

    Mais de 250 mil alunos usam sistema inovador para correção de redações
    Foto por AEN
    Escrito por Agência Estadual de Notícias
    Publicado em 26.12.2020, 09:50:15 Editado em 26.12.2020, 09:50:20
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O sistema Redação Paraná, que usa inteligência artificial para auxiliar alunos e professores na correção de redações, está sendo utilizado, desde 30 de novembro, por 255 mil estudantes da rede estadual, na fase piloto de implantação. Eles são alunos dos cerca de 2 mil professores de Língua Portuguesa em todo o Estado, para os quais a ferramenta já foi disponibilizada.

    Os docentes participaram do curso Formadores em Ação, oferecido pela Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná. Em 2021, a plataforma deve estar disponível para todos os estudantes e professores da rede.

    Desenvolvida internamente pela Diretoria de Tecnologia e Educação da Secretaria, a ferramenta é um sistema dotado de inteligência artificial, baseado em mais de 2,5 mil regras de linguagem, que faz análise de texto e sinaliza em tempo real os erros de gramática, ortografia, pontuação, contração, redundância, semântica e sintaxe.

    Além disso, há explicações sobre os erros cometidos, pontuação prévia para os textos e um mecanismo que evita o plágio, impedindo as opções copiar/colar.

    A proposta do programa, portanto, é beneficiar tanto os estudantes, que poderão treinar a escrita e alcançar melhores resultados nas redações, quanto os professores, que poderão focar na argumentação e nas ideias do texto, devido à pré-correção rápida e otimizada feita pela ferramenta.

    “Um aluno do 3º ano lamentou não poder mais usar a plataforma, já que está deixando a escola. Ele disse ‘professora, que legal. Fico feliz pelos alunos que virão’. Então, o retorno dos estudantes está sendo muito bom”, conta a professora Izabella Regina Passo Pimentel, do município de Tupãssi. “Os professores também gostaram bastante. Acharam que é algo que vai somar ao trabalho”.

    Tânia Teresinha Aziliero Belló, técnica pedagógica que acompanha o desenvolvimento e o uso da plataforma pelos professores, aponta que a ferramenta trará benefícios para os estudantes que começarem a utilizá-la no Ensino Fundamental. “Quando eles chegarem ao Ensino Médio, vão entrar com uma outra visão de escrita, reescrita, leitura, melhoria de vocabulário e percepção do que está sendo escrito”, considera.

    TREINO PARA PROCESSOS SELETIVOS — O Redação Paraná pode ser útil para os estudantes que desejam participar de processos seletivos que usam a redação como critério avaliativo. Eles têm autonomia para buscar propostas de redação na plataforma e praticar sozinhos a escrita, recebendo as correções instantaneamente.

    “É uma ferramenta que permite que o professor proponha temas específicos para suas turmas e que o aluno navegue nos milhares de temas baseados no Enem e em concursos”, explica Gustavo Garbosa, diretor de Tecnologia e Inovação da Secretaria. “Nosso objetivo final é que o aluno tenha todos os instrumentos para aprender a fazer uma boa redação”, comenta.

    PROJETO PILOTO — Ao longo do mês de novembro, a novidade esteve em fase de testes, sendo utilizada por aproximadamente 1.800 alunos e 75 professores dos Núcleos Regionais da Educação de Loanda e de Assis Chateaubriand. Em 30 de novembro, aconteceu a expansão para os 255 mil estudantes e 2 mil professores. A proposta é que, durante o ano letivo de 2021, o programa possa ser acessado pela totalidade dos professores e estudantes da rede estadual.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Paraná

    Deixe seu comentário sobre: "Mais de 250 mil alunos usam sistema inovador para correção de redações"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.