Paraná

Jovem se recusa a devolver tornozeleira eletrônica à Justiça

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Jovem se recusa a devolver tornozeleira eletrônica à Justiça
fonte: Imagem ilustrativa
Jovem se recusa a devolver tornozeleira eletrônica à Justiça

Um homem de 25 anos que utiliza tornozeleira eletrônica respondendo em liberdade provisória por ter agredido a própria mãe, se recusa a devolver o aparelho de monitoramento à Justiça. O caso foi registrado em Ponta Grossa.

continua após publicidade

Depois de ser intimado para devolver a tornozeleira, o suspeito entrou em contato com o Juizado de Violência Doméstica e Familiar, se recusando a fazer a devolução. De acordo com ele, o monitoramento “foi a melhor coisa que aconteceu na vida”, pois o impede de ficar na noite, incomodar a mãe e ser preso novamente.

Conforme apurou o portal G1, o suspeito foi orientado várias vezes pelo analista judiciário e pela assistente social a devolver a tornozeleira, mas ele se negou. O magistrado Luiz Carlos Fortes Bittencourt negou a manutenção da tornozeleira e o jovem foi intimado a devolver o aparelho, caso contrário, poderá responder por crime de apropriação ou desobediência.

continua após publicidade

Com informações G1.