Paraná

Investigador de plantão morre após ser baleado na delegacia de Paranavaí

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Investigador de plantão morre após ser baleado na delegacia de Paranavaí
fonte: Arquivo pessoal
Investigador de plantão morre após ser baleado na delegacia de Paranavaí

O investigador da Polícia Civil Osafa Pereira da Cruz de 41 anos, morreu após ser baleado dentro da delegacia, onde estava trabalhando de plantão, em Paranavaí, no Paraná, na madrugada deste domingo (6). O autor do crime, que foi preso por invasão de domicílio e com drogas para consumo estava sendo liberado quando atirou no policial. 

continua após publicidade

Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi solto pelo investigador depois de assinar um termo de compromisso e comparecimento ao juizado local. Por volta da 0h30, servidores da cadeia pública ouviram os disparos. O investigador foi encontrado baleado e o suspeito com um tiro na cabeça, ambos mortos no chão.

A princípio, a investigação indica que o suspeito teria entrado em surto, após luta corporal, tomou a arma do policial, atirou na vítima e se matou. O investigador que trabalhou por 11 anos na Polícia Civil, deixou esposa e dois filhos.

continua após publicidade

Os corpos do investigador e do suspeito, Genivaldo Peixoto da Silva de 38 anos, foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Paranavaí. 

A morte do policial gerou muita comoção nas redes sociais. O investigador era formado em história pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). 

Tags relacionadas: #BALEADO #Morre #paraná #policial