Paraná

IML identifica vítimas de chacina em Piraí do Sul; veja

O avô do atirador disse em uma entrevista que o crime pode ter sido por vingança; entenda como tudo aconteceu

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
As vítimas foram identificas pelo IML de Ponta Grossa
fonte: Reprodução/RIC Record TV
As vítimas foram identificas pelo IML de Ponta Grossa

O Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa identificou as vítimas da chacina que ocorreu na manhã dessa quarta-feira (13), no bairro Jardim Benevuto Antunes Dalcol, em Piraí do Sul, município que pertence aos Campos Gerais, Paraná. De acordo com a Polícia Militar (PM), o responsável pelo crime tinha 18 anos e já tinha passagens pela polícia. 

continua após publicidade

Por volta das 6h da manhã, a PM encontrou cinco pessoas mortas em pontos diferentes do bairro, todas executadas a tiros. Além disso, há mais uma pessoa, uma gestante de 16 anos, que também foi vítima de disparo de arma de fogo, mas ela conseguiu sobreviver e está internada em um hospital da região.

O autor dos disparos, identificado como Alehandro de Assis Martins, matou dois homens e duas mulheres, incluindo a mãe. Após cometer a chacina, o jovem tirou a própria vida. 

continua após publicidade

Um familiar de Alehandro acredita que o rapaz cometeu o crime por vingança. O avô do jovem disse que, em maio de 2021, o irmão de Alehandro morreu em um confronto com a Polícia Militar. Desde então, toda a família estava sofrendo bastante com a situação. Com o objetivo de aliviar o sofrimento, o rapaz teria decidido tirar a vida dos familiares.

“Eu acho que ele queria vingança da morte do irmão. Os familiares correram na hora que ele atirou na mãe dele. Se não corressem seriam mais vítimas”, declarou o avô de Alehandro, Valdemar de Assis.

Como a chacina ocorreu?

continua após publicidade

Até o momento, as autoridades não sabem a ordem cronológica dos assassinatos, mas trabalham para elucidar isso. Eles acreditam que a primeira vítima teria sido Elisângela Alves de Oliveira, de 42 anos.

A mulher estava em casa quando foi surpreendida pelo atirador. O criminoso teria ido até o local para encontrar a filha da proprietária da residência, que era ex-namorada do irmão de Alehandro.

Como a adolescente não estava na residência, o atirador disparou contra Elisângela, que morreu no local. 

continua após publicidade

 Elisângela era ex-sogra do irmão do atirador fonte: Reprodução/ RICtv
Elisângela era ex-sogra do irmão do atirador

Logo após, ao caminhar pela via pública, ele efetuou um disparo contra um trabalhador que estava em um ponto de ônibus. O homem foi identificado como Edson de Lima, de 24. 

continua após publicidade

Ainda fora de controle, Alehandro invadiu a casa de um usuário de drogas e atirou contra Romualdo José Rodrigues, de 48 anos, que morreu ao lado do irmão. O parente da vítima presenciou o crime e relatou que não conhecia o jovem.

Após as três mortes, Alehandro foi até a própria residência e atingiu a mãe com um tiro. A mulher, identificada como Suzimara de Assis Martins, de 41 anos, não resistiu. Com os disparos dentro de casa, os outros familiares saíram correndo.

 Suzimara tinha 41 anos e foi assassinada dentro de casa fonte: Reprodução/RIC Record TV
Suzimara tinha 41 anos e foi assassinada dentro de casa
continua após publicidade


Com as ocorrências, equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e informaram a Polícia Militar. Quando os agentes de segurança chegaram no local encontraram o jovem suspeito no trilho do trem. Porém, quando os policiais tentaram abordar Alehandro, ele disparou contra o próprio peito e morreu no local.

 Alehandro tinha 18 anos e sofria após a perda do irmão fonte: Reprodução/RIC Record TV
Alehandro tinha 18 anos e sofria após a perda do irmão

De acordo com a polícia, a gestante que também foi alvo do atirador foi baleada quando saiu de sua casa para verificar o que estava acontecendo. Ela foi ferida no ombro. 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil (PC) de Piraí do Sul. 

Com informações do Ric Mais.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News