Governador destaca evolução das obras na Ponte da Integração - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

PARANÁ

Governador destaca evolução das obras na Ponte da Integração

Foto por
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O governador Carlos Massa Ratinho Junior avalia como muito positiva a evolução da construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, ligando as cidades de Foz do Iguaçu, na Região Oeste do Paraná, e Presidente Franco, no País vizinho. Um ano após o início do projeto, aproximadamente 30% da obra está concluída.

A expectativa, destacou Ratinho Junior, é que a nova ponte internacional seja inaugurada em março de 2022. “É um projeto que está em discussão há mais de 25 anos e que tiramos do papel em tempo recorde”, afirmou o governador, ressaltando a importância do envolvimento da Itaipu Binacional para a realização da obra.

Ele destaca que a boa parceria entre o Estado e a direção da hidrelétrica permite um trabalho conjunto que promoverá o desenvolvimento da região. “Somos responsáveis pela gestão desta obra, que é parte do planejamento de melhorar a integração na América do Sul e vai ampliar o turismo em Foz do Iguaçu”, afirma Ratinho Junior. “É um símbolo que marcará esse século como a Ponte Internacional da Amizade marcou o último”, acrescentou.

“Estamos vivendo um momento histórico: este local nunca mais será o mesmo”, afirmou diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. “A velocidade da construção demonstra o compromisso e a seriedade de transformar promessa em entrega”, completou.

Secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex ressaltou que a intervenção é a maior obra do Estado, uma das maiores do País e um desafio logístico internacional. “A nova ponte é fruto do bom relacionamento com o Governo Federal, que entendeu que o Governo do Estado deveria ser responsável pela gestão da obra”, disse o secretário.

ESTRUTURA - A gestão da obra é do Governo do Paraná, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Os recursos são da Itaipu Binacional, que está investindo R$ 463 milhões no projeto que inclui a estrutura, as desapropriações e a criação de uma via perimetral, que vai ligar a nova ponte e a aduana da Argentina à BR-277, caminho para Curitiba e Porto de Paranaguá.

A ponte terá 760 metros de comprimento e vai ser do tipo estaiada, com vão-livre de 470 metros, o maior da América Latina – correspondente a um edifício com 156 andares. Contará com pista de 3,7 metros de largura em cada faixa, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

TRANSFORMAÇÃO – Atualmente, já é possível ver os oito pilares da margem brasileira quase prontos (os maiores com 60 metros de altura) e parte das sapatas, estruturas que darão sustentação à nova ponte. Também chegaram ao canteiro de obras as primeiras vigas longarinas, que são estruturas metálicas com 20 metros de comprimento e 60 toneladas. Essas vigas servirão de base para a pista de rolamento.

O movimento no canteiro de obras é intenso, com aproximadamente 450 trabalhadores. A expectativa do consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, responsável pela construção, é que em abril de 2021 os trabalhos avancem sobre o rio, conectando ambas as margens.

A Ponte da Integração deverá receber o tráfego de veículos pesados para desafogar a Ponte da Amizade, construída há 55 anos e que se transformou numa das fronteiras mais movimentadas do mundo. Isso vai retirar o movimento de caminhões do centro de Foz do Iguaçu.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
TNTV
TribunaPlay

Confira o Jornal da Tribuna desta terça-feira

Deixe seu comentário sobre: "Governador destaca evolução das obras na Ponte da Integração"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.