Paraná

Família de maringaense morta pelo marido em Paris pede ajuda para trazer corpo ao Brasil

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Família de maringaense morta pelo marido em Paris pede ajuda para trazer corpo ao Brasil
fonte: Arquivo pessoal
Família de maringaense morta pelo marido em Paris pede ajuda para trazer corpo ao Brasil

Familiares da maringaense Franciele Alves da Silva, de 29 anos, morta pelo marido no dia 25 de setembro, em Champigny-sur-Mane, na região de Paris, fazem campanha para trazer o corpo dela e os filhos de Franciele, duas crianças, uma de 2 e outra de 4 anos, para o Brasil.

continua após publicidade

O marido de Franciele, Rodrigo Martin, de 27 anos, preso para interrogatório, confessou o crime. Martin se entregou à Polícia na noite de sábado (26), após passar 24 horas foragido. O crime aconteceu no apartamento que o casal vivia há dois anos.

Uma vizinha teria acionado a polícia, que encontrou a paranaense ainda com vida, com uma faca cravada no tórax e outros três cortes na parte inferior do corpo. Franciele chegou a ser socorrida, mas não sobreviveu aos ferimentos.

continua após publicidade

O irmão de Franciele, Leandro Miller, que mora em Maringá, busca ajuda para o translado do corpo e para trazer os sobrinhos, de 2 e 4 anos, para o Brasil. Na página pessoal no Facebook, ele escreveu: “ Precisamos lutar por justiça e trazer nossa estrela de volta para casa junto com nossos meninos. Por favor nos ajudem!!!!”

Tags relacionadas: #morte #Paris