Paraná

Família de jovem morto em acidente pede justiça no Paraná

Ele trabalhava como entregador e estava retornando do trabalho quando foi atingido por um carro que cruzou a preferencial .

Da Redação ·
Gabriel de Moraes Santos de 19 anos, que perdeu a vida em um acidente de trânsito no dia 27 de abril em Bela Vista do Paraíso
fonte: Divulgação
Gabriel de Moraes Santos de 19 anos, que perdeu a vida em um acidente de trânsito no dia 27 de abril em Bela Vista do Paraíso

A família do jovem Gabriel de Moraes Santos de 19 anos, que perdeu a vida em um acidente de trânsito no dia 27 de abril em Bela Vista do Paraíso, pede por justiça.

continua após publicidade

O jovem que trabalhava como entregador, estava retornando do trabalho quando foi atingido por um carro que atravessou a preferencial no cruzamento entre as ruas Maria Tomazelli e Brasílio de Araújo. Ele foi socorrido no Hospital Municipal São Jorge e depois levado à Santa Casa de Londrina.

O motorista do carro Everton Oliveira Alves, de 37 anos, foi submetido ao teste do etilômetro que apontou que ele teria consumido bebida alcoólica. Alves foi encaminhado preso para a delegacia, mas no dia seguinte, menos de 24 horas depois da prisão, foi liberado pelo juíz de plantão, que entendeu que a prisão preventiva não era necessária.

continua após publicidade

Três dias após o acidente, Gabriel morreu no hospital. O condutor do carro, liberado pela justiça, poderá responder em liberdade, o que causou revolta a família do jovem que perdeu a vida.

De acordo com a defesa de Alves, que conduzia o carro que se envolveu na batida, o acidente teria acontecido porque o motociclista estaria em alta velocidade. A defesa também nega que o condutor do carro estaria sob efeito de álcool e afirma que os teste do etilômetro realizado está rasurado.

A família contesta as alegações e pede para que o condutor do carro seja responsabilizado.