Paraná

Ex-primeira-dama do Paraná morre por complicações da Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Ex-primeira-dama do Paraná morre por complicações da Covid-19
fonte: G1
Ex-primeira-dama do Paraná morre por complicações da Covid-19

A ex-primeira-dama do Paraná, Yvone Lunardelli Pimentel morreu, aos 88 anos, nesta sexta-feira (8), por complicações da Covid-19.

continua após publicidade

A esposa do ex-governador Paulo Pimentel estava internada desde o final de 2020, no Hospital Nossa Senhora das Graças, de acordo com a família. 

O ex-governador também foi diagnosticado com a doença e, até esta sexta-feira, estava internado, com quadro estável.

continua após publicidade

A Prefeitura de Curitiba decretou luto oficial pela morte de Yvone, avó materna do vice-prefeito Eduardo Pimentel. O vice-prefeito disse que recebeu a notícia "com dor no coração e com um sentimento de grande saudade".

"Apesar da dor, a família está serena e confiante nos planos de Deus. Minha avó foi uma pessoa incrível, daquelas mulheres fortes e batalhadoras que com um carinho enorme conquistava a todos. Foi grande conselheira e ajudou muito meu avô Paulo Pimentel a administrar o Paraná entre os anos de 1966 e 1971. Ficam as boas memórias e o carinho enorme que conquistou", disse.

O enterro da ex-primeira-dama do estado será restrito à presença de familiares.

continua após publicidade

Yvone Lunardelli Pimentel nasceu em São Paulo e, de acordo com informações da família, foi casada por quase 70 anos com Paulo Pimentel, que governou o estado do Paraná entre os anos 1966 e 1971.

Ela deixa marido, três filhas, 11 netos e 17 bisnetos.

O prefeito Rafael Greca (DEM) também lamentou a morte de Yvone. Em uma postagem nas redes sociais, disse que Yvone "foi protetora da infância desvalida, para tal criou a Escola Yvone Pimentel. Esposa, mãe e avó admirável, dedicada à solidariedade social, merece nossa homenagem e pranto oficial". 

continua após publicidade

"Seja recebida na Casa do Senhor pelo muito que amou", concluiu o prefeito.

O governador Ratinho Júnior (PSD) publicou nota de pesar, em que disse: "Minha solidariedade à família e amigos de dona Yvone, que deixou sua marca na história do Paraná, estando ao lado e sendo uma importante conselheira do marido quando Paulo Pimentel governou o Estado, entre 1966 e 1971. Peço a Deus que conforte o coração de todos a quem ela amava. Também anseio pela melhora do ex-governador Paulo Pimentel".

informações do G1. 

Tags relacionadas: #COVID-19 #paraná