Paraná

Em Ortigueira, CCR Rodonorte avança com detonações de rochas na BR 376 detonações de rochas na BR 376

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em Ortigueira, CCR Rodonorte avança com detonações de rochas na BR 376 
detonações de rochas na BR 376
fonte: TVERDE/CCR RODONORTE
Em Ortigueira, CCR Rodonorte avança com detonações de rochas na BR 376 detonações de rochas na BR 376

Procedimentos são necessários para andamento da duplicação na região; nova detonação será realizada pela unidade nesta quinta (14), no km 315 – próximo do trecho da Serra do Cadeado

continua após publicidade

 

Em Ortigueira, CCR Rodonorte avança com detonações de rochas na BR 376 
detonações de rochas na BR 376 fonte: TVERDE/CCR RODONORTE

 

Em Ortigueira, CCR Rodonorte avança com detonações de rochas na BR 376 
detonações de rochas na BR 376 fonte: TVERDE/CCR RODONORTE
continua após publicidade


Duas das três frentes de duplicação em Ortigueira já recebem primeiras camadas de pavimentação

Nesta quinta-feira (14), a concessionária CCR RodoNorte fará uma nova detonação de rochas na região de Ortigueira, trecho que recebe obras de duplicação da BR 376 (Rodovia do Café) entre Ponta Grossa e Apucarana. Desta vez, o procedimento será realizado pela concessionária no km 315, próximo ao trecho da Serra do Cadeado, a partir das 14 horas; da mesma forma que em outras detonações, a rodovia será totalmente bloqueada em um raio de 1 km, durante aproximadamente uma hora.

continua após publicidade

O bloqueio é iniciado entre 10 e 5 minutos antes do horário previsto para a detonação e segue pelo tempo necessário para a realização dos procedimentos de preparação, detonação e limpeza de pista. As detonações realizadas pela CCR RodoNorte são fundamentais para o avanço das obras de duplicação na região, que possui três frentes em Ortigueira: duas entre os kms 328 e 333 - próximo da localidade de Bairro dos França - e outra entre os kms 308 e 316.

De acordo com Samir Mendonça, engenheiro da CCR RodoNorte responsável pelas atividades neste trecho da duplicação entre Ponta Grossa e Apucarana, as detonações – que iniciaram no final de 2020 – devem seguir até o mês de março. “Neste momento, temos duas frentes de Ortigueira já com a implantação das primeiras camadas de pavimento, enquanto a equipe mais próxima da Serra do Cadeado está na fase final dos serviços de terraplanagem e limpeza, além das detonações de rocha”, explica Mendonça.

Ainda de acordo com o setor de engenharia da CCR RodoNorte, as detonações nos trechos que receberão as novas pistas duplas precisam ser feitas de forma gradual, por conta dos rigorosos procedimentos para garantir a segurança de colaboradores, motoristas e moradores de propriedades lindeiras.

Por; CCR RodoNorte