Paraná

Detran lança nova placa preta em evento com carros antigos

O objetivo foi alterar a resolução do Contran, que dispõe sobre as novas placas de identificação

Da Redação ·

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) e a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) lançaram neste sábado (22) a nova placa preta para veículos de coleção no modelo Mercosul. A placa é resultado de uma conquista por meio de uma solicitação feita por colecionadores de veículos antigos, especialmente a Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), que contou com a participação, direcionamento e orientação do Detran-PR, e encaminhada posteriormente para a Secretaria Nacional de Trânsito, a Senatran.

continua após publicidade

A Secretaria acatou o pedido e abriu consulta pública para definir, junto à população, o modelo mais adequado. O objetivo foi alterar a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que dispõe sobre as novas placas de identificação. O texto proposto buscou prever a utilização restrita em território nacional da placa preta para carros que mantenham 80% de sua originalidade.

O evento reuniu mais de 100 veículos antigos, entre carros, motocicletas, caminhões e ônibus que ficaram em exposição no estacionamento do Palácio Iguaçu, em Curitiba, de diversos clubes de veículos antigos de todo o Brasil.

continua após publicidade

O secretário-chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega, em seu primeiro evento após assumir a pasta, chegou com o seu Ford Jeep, ano 1977 azul, e recebeu uma placa preta simbólica de sua esposa, Lucilene Ortega, e do diretor-geral do Detran, Wagner Mesquita. “Todo proprietário de veículo antigo carrega junto com o carro uma história. Meu Jeep tem uma história e a placa preta faz parte dela. É uma certificação de que aquele veículo é original, carrega sua história original. Vamos juntos criar mais histórias”, disse Ortega.

O secretário Nacional de Trânsito, Frederico de Moura Carneiro, presente para prestigiar o evento, se disse muito feliz que esta reivindicação pôde ser atendida. “Vamos trabalhar para que esta placa possa ser reconhecida em todo o território do Mercosul. O Governo Federal sensível ao pleito dessa comunidade antigomobilistas trouxe esse valor histórico e marcante para o veículo de coleção. São as primeiras placas pretas simbólicas. Essa placa entrará em circulação em primeiro de junho, mas hoje, em Curitiba, nós estamos fazendo a valorização desse símbolo para os veículos de coleção de todo o país", afirmou Carneiro.

Já o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita, que também recebeu uma placa preta simbólica para o seu Volkswagen Fusca, ano 1968 das mãos do secretário Nacional de Trânsito, e do coordenador de habilitações do Detran, Larson Orlando, afirmou que a placa não é só representativa esteticamente, é importante pelo valor agregado a ela. “Não é uma questão estética e nem financeira. A placa preta é uma questão histórica. Cada carro antigo carrega sua história, sua família, e o que o colecionador quer é um reconhecimento oficial do cuidado e da atenção. E esse é o lado bonito do serviço público. Receber o pleito da sociedade, entender e transformar em ações de governo”, diz Mesquita.

continua após publicidade

Representando todos os colecionadores, o presidente da FBVA, Altair Manoel, agradeceu o retorno da placa preta. “Para nós colecionadores é um prêmio que o automóvel recebe. Um prêmio pelo trabalho que o proprietário tem, de arrumar, manter da forma como ele saiu de fábrica. Hoje, depois de muito trabalho, conseguimos fazer ela voltar”, comemora Manoel.

A resolução alterada (887/2021) foi publicada pela Senatran em dezembro de 2021 e entrará em vigor em 1º de junho de 2022.

HOMENAGENS – Outros representantes também receberam a placa simbólica. Representando os colecionadores e os proprietários de veículos antigos civis, Reinaldo Rodrigues Neto e Eduardo José Rodrigues, donos do automóvel Dodge/Charger RT, ano 1973, recebeu a placa preta e o certificado de originalidade do veículo de Francisco Barranco Cogo, filiado ao Dodge Clube de Curitiba.

continua após publicidade

Representando a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Roberto Brustolim Junior, veterano da PRF, acompanhado do superintendente executivo da PRF, Davi Rogério Artigas, recebeu de Mauro Melo Pereira, representante do Dodge Clube de Curitiba, a placa preta e o certificado de originalidade do veículo do automóvel GM/Veraneio, ano 1974, da corporação.

Da Polícia Militar do Paraná, capitão Brito, acompanhado do comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Junior, recebeu dos representantes do clube de colecionadores de veículos antigos de Curitiba, Enzo Monteiro do Nascimento e Aramis de Macedo Secundino, a placa preta do veículo GM/Opala Comodoro SL/E, ano 1989.

O coronel Vasco também recebeu, de Rione Rubbo, a placa simbólica e o certificado de originalidade do veículo do caminhão Magirus/Deutz, ano 1975.

PRESENÇAS – Estiveram presentes também no evento o comandante do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, Wellenton Joserli Selmer,

 o superintendente da Polícia Federal (PF), Omar Mussi; a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella; o delegado da Delegacia de Delitos de Trânsito, Leonardo Carneiro; o comandante do Batalhão de Trânsito (BPTran), tenente-coronel Fernando Klemps; o vice-presidente administrativo da FBVA, Adolpho Sérgio; o vice-presidente técnico da FBVA, Augusto Goldshmidt Mósca; e o presidente do conselho da FBVA, Roberto Suga.

Tags relacionadas: #detran-pr #Mercosul #paraná