Paraná

Controladoria confere distribuição de vacinas e kit merenda

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Controladoria confere distribuição de vacinas e kit merenda
fonte: Agência de Notícias do Paraná
Controladoria confere distribuição de vacinas e kit merenda

A equipe do programa CGE Itinerante, da Controladoria-Geral do Estado, concluiu mais um roteiro pelas cidades do Interior do Paraná. Os servidores conferiram a distribuição da vacina contra a Covid-19 e dos kits de merenda escolar para famílias com filhos na rede estadual. Na semana passada, foram visitadas mais 19 cidades, completando 77 municípios pertencentes às 22 Regionais da Secretaria estadual da Saúde.

continua após publicidade

O trabalho tem o objetivo de aproximar o poder público estadual dos municípios e dos cidadãos, e garantir que eventuais falhas nos serviços prestados sejam registradas. Assim, o Governo do Paraná obtém dados e informações que permitem melhorar os processos envolvidos no acompanhamento da CGE Itinerante.

“O papel da CGE, nessa ação, é de verificar com os responsáveis pelo recebimento das doses de vacina se houve alguma intercorrência e se ela foi comunicada à Secretaria de Estado da Saúde. A equipe também confere o grau de satisfação da população beneficiada pelo kit merenda escolar”, explicou o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira.

continua após publicidade

Nas visitas relacionadas às vacinas, as perguntas giram em torno da recepção das doses e do plano de vacinação seguido pelo município. Os gestores são orientados a reportarem se perceberem alguma irregularidade. Também são informados sobre os canais de comunicação com o Governo do Estado para registrá-las.

“Estamos ao lado dos municípios para combater essa terrível doença. Ninguém está sozinho nesse enfrentamento e só conseguiremos resultados expressivos se trabalharmos em harmonia”, completou Raul Siqueira. “Nosso objetivo principal, com o CGE Itinerante, é melhorar os procedimentos para atender adequadamente às demandas da população”.

ALIMENTAÇÃO – Na distribuição dos kits merenda escolar, entregues às famílias que mantêm filhos regularmente matriculados nos colégios da Rede Estadual de Ensino e inscritas no CadÚnico, a principal orientação é direcionada aos pais ou responsáveis. “Verificamos o grau de satisfação de quem recebe o kit, no local da entrega dos alimentos”, informou Cristiano Pereira, da Coordenadoria de Transparência e Controle Social. Também participa da ação a Coordenadoria de Ouvidoria da CGE.

continua após publicidade

Durante a entrevista, são informados os canais da Ouvidoria-Geral disponíveis para reclamações ou sugestões. “Muitas pessoas desconhecem os meios disponíveis para se manifestarem perante o Governo do Estado, seja solicitando mudanças ou indicar irregularidades”, disse Cristiano Pereira. “Avaliamos as condições de acolhimento do cidadão, se há álcool em gel, se ocorre distanciamento social e as instalações em geral. O cidadão nos fala se tem reclamação ou sugestão para melhorar a rotina do trabalho”.

AMOSTRAGEM – Ele explicou que, com o roteiro finalizado semana passada, o programa CGE Itinerante obteve amostragem das 22 Regionais da Secretaria de Estado da Saúde. As cidades visitadas nesse roteiro foram Bandeirantes, Cianorte, Cornélio Procópio, Foz do Iguaçu, Indianópolis, Jacarezinho, Jataizinho, Mandaguaçu, Maria Helena, Medianeira, Nova Esperança, Nova Olímpia, Paraíso do Norte, Paranavaí, Rondon, Santa Terezinha do Itaipu, Tapejara, Tapira e Umuarama.

As visitas seguem os protocolos de segurança e foram retomadas após serem suspensos os efeitos do decreto 6.983/21 que determinou medidas as restritivas para enfrentamento da Covid-19 e de outros que prorrogavam essas medidas. Também foi verificada a bandeira restritiva em vigência no município a ser visitado.

continua após publicidade

FURA-FILAS – Pelos canais de Ouvidoria, acessíveis por telefone ou internet, a população pode denunciar pessoas vacinadas fora dos grupos prioritários. Até semana passada, foram registradas pela Ouvidoria, 745 denúncias em cerca de 160 municípios. Todos os casos são encaminhados ao Ministério Público, responsável por conduzir investigações dessa natureza.

Com informações: Agência de Notícias do Paraná