Paraná

Confira o que mudou no atendimento da Defensoria Pública do PR

A partir desta segunda-feira (1º), o primeiro atendimento na DPE-PR começou a ser simplificado; saiba mais

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Até então, eram pedidos mais de 20 documentos, após a simplificação, apenas quatro serão necessários
fonte: Defensoria Pública do Paraná
Até então, eram pedidos mais de 20 documentos, após a simplificação, apenas quatro serão necessários

A simplificação do primeiro atendimento na Defensoria Pública do Paraná (DPE-PR) começou nesta segunda-feira (1º) em todo  Estado. A partir desta segunda, em todas as sedes da Defensoria, serão cobrados apenas quatro documentos para esse primeiro atendimento: comprovante de endereço, RG, CPF e um comprovante de rendimento - que pode ser ou a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CPTS) ou comprovante de recebimento do Auxílio-Brasil, ou holerite, ou comprovante de autodeclaração de profissional autônomo(a).

continua após publicidade

Até então, eram pedidos mais de 20 documentos, como os de identificação pessoal, carnê do IPTU, declaração de imposto de renda, extrato de conta bancária, entre outros. 

“A gente espera que o atendimento seja mais célere, já que há uma redução grande do número de documentos solicitados”, afirma a Coordenadora do Centro de Atendimento Multidisciplinar (CAM), Defensora Pública Patrícia Mendes. Logo no começo da manhã, o impacto no atendimento já pode ser verificado. Mais de 40 pessoas estavam presentes na sede central em Curitiba. A maioria deles sem agendamento prévio, já usufruindo da mudança. 

continua após publicidade

É o caso do aposentado Josias Teixeira Costa, 64 anos, que saiu cedinho do Bairro Alto, onde mora, para ir até a Sede Central da Defensoria, atrás da Praça Tiradentes. Ele precisa de assistência jurídica da defensoria para conseguir um remédio para a esposa, que sofre de uma doença autoimune. “Nem todo mundo pode na data que tem agenda. Ficou muito melhor agora”, diz.

O autônomo Rogério Paiva Pereira, 51 anos, morador do bairro Novo Mundo, em Curitiba, também resolveu ir mais cedo após ver na televisão, logo no início da manhã, que poderia comparecer à DPE-PR sem agendamento. “É mais prático. Vi cedinho na televisão e resolvi vir para entender uma citação que recebi da Justiça”, comenta.

Além dos usuários e usuárias da Defensoria, os servidores e servidoras que realizam o atendimento diário perceberam também o resultado da mudança. Segundo a assessora jurídica da Defensoria Leilane Ribeiro, a mudança facilitará ainda mais o acesso à Justiça. “Vamos oferecer um acesso mais rápido. É gratificante poder proporcionar essa melhoria a essas pessoas que realmente precisam de um acesso mais ágil à justiça”, afirma. 

continua após publicidade


Veja o que muda a partir de hoje no primeiro atendimento da DPE-PR:

- Serão cobrados apenas quatro documentos para esse primeiro atendimento. São eles: comprovante de endereço, RG, CPF e um comprovante de rendimento - que pode ser ou a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CPTS) ou comprovante de recebimento do Auxílio-Brasil, ou holerite, ou comprovante de autodeclaração de profissional autônomo(a);

continua após publicidade

- Em Curitiba, não é mais necessário realizar agendamento (no site ou por WhatsApp ou telefone) para receber o primeiro atendimento na Defensoria;

- No interior, por enquanto, ainda é necessário fazer agendamento pelo site, pelo WhatsApp ou pessoalmente para o primeiro atendimento e também para o acompanhamento processual.


Fonte: Defensoria Pública do Paraná.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News