Paraná

Casal e crianças morrem baleados durante atentado no Paraná

O atentado aconteceu na noite desta segunda-feira (7)

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Casal e crianças morrem baleados durante atentado no Paraná
fonte: Tony Mattoso/RPC

Um atentado a um carro com sete pessoas terminou com a morte de um casal e duas crianças, além de outras duas pessoas feridas a tiros, no bairro Portão, em Curitiba, conforme informações da Polícia Militar (PM).

continua após publicidade

O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (7), na Rua Pinheiro Guimarães. Segundo a polícia, o veículo com as vítimas estava estacionado, quando outro carro parou ao lado. Os suspeitos desceram e alvejaram o veículo com as sete pessoas.

Uma câmera de segurança registrou a ação. Nas imagens, conforme apontado pela Polícia Civil, é possível ver que os autores atiram diversas vezes e depois fogem. Ninguém foi preso até o momento. 

continua após publicidade

Foram seis baleados: uma mulher, um homem e uma criança que morreram no local, além de outra criança e dois adultos, que foram encaminhados ao hospital, dois deles em estado grave. A segunda criança morreu no hospital após ser socorrida. 

O tenente da PM, Giuliano Tozetti, destacou que logo após o crime, um carro do mesmo modelo que aparece nas imagens, sendo usado pelos suspeitos, foi encontrado incendiado, no bairro Campo Comprido. De acordo com ele, há indícios de que os autores e as vítimas se conheciam.

"Um veículo com sete pessoas estava vindo de Campo Largo para encontrar com colegas, ainda não se sabe a motivação desse encontro. As pessoas efetuaram diversos disparos de arma de fogo. No local, atingindo seis", disse.

continua após publicidade

O delegado Victor Menezes disse que a polícia investiga a motivação do crime e se houve acerto de contas ou desavenças no caso.

"Esse veículo veio parar nesta rua, um outro veículo se aproximou, ao que tudo indica já existia uma combinação para se encontrarem. Desceram duas pessoas que passaram a disparar incessantemente. Existe a visibilidade de que esses autores sabiam do que estavam fazendo", afirmou.

Até a publicação desta reportagem, não havia sido divulgada a informação sobre para qual hospital foram encaminhadas as vítimas feridas.

As informações são do site g1.