Paraná

Carro com 110 multas por excesso de velocidade é apreendido

Além da falta do cinto, o condutor não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Carro com 110 multas por excesso de velocidade é apreendido
fonte: Prefeitura

Ao dirigir sem o cinto de segurança obrigatório, um motorista chamou a atenção de uma equipe de guardas municipais em patrulhamento no Campo de Santana em Curitiba, nesta quinta-feira (28/10). Após conceder direito de passagem ao veículo, um Chevrolet Corsa, o motorista, que levava duas crianças, acelerou de forma brusca. 

continua após publicidade

A atitude fez com que os guardas abordassem o veículo para averiguação. Além da falta do cinto, o condutor não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o veículo estava sem licenciamento obrigatório, fator que resulta na remoção do carro da via pública.

Ao todo, o veículo acumulava 125 multas de trânsito desde o ano de 2019, das quais 110 por trafegar acima do limite de velocidade permitido para a via. Muitas delas são infrações aplicadas pela velocidade registrada ser mais do que 50% do limite estabelecido. Cada multa dessa natureza gera uma infração gravíssima multiplicada por três, no valor de R$ 880,41. 

continua após publicidade

Os débitos devidos pelo veículo, guinchado até o pátio da Superintendência de Trânsito (Setran), ultrapassavam R$ 29 mil, dos quais R$ 24,4 mil em multas. O IPVA estava em atraso desde o ano de 2014. 

Grupo de Trânsito

Somente no último mês de setembro, o Grupo de Trânsito (GTran) da Guarda Municipal removeu das vias públicas 42 veículos com situação irregular (30 automóveis e 12 motos). O valor bruto estimado dos débitos foi de cerca de R$ 359,4 mil.

continua após publicidade

Também foram aplicados, no mesmo período, 24 autos de infração por irregularidades relacionadas à CNH. Desses, 20 motoristas não possuíam CNH, um estava com a CNH cassada e outros três com a CNH vencida há mais de 30 dias.

Entre as infrações mais comuns verificadas pelas equipes do GTran estiveram falta do cinto de segurança (297 casos em setembro), uso de celular (267) e estacionamento irregular em vaga de curta duração (228). 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News