Paraná

Beto Preto fala em desaceleração de contágio mas alerta para cuidados

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Beto Preto fala em desaceleração de contágio mas alerta para cuidados
Beto Preto fala em desaceleração de contágio mas alerta para cuidados

Passados quatro meses do início da pandemia, o Paraná se aproximou dos 57 mil casos confirmados de covid 19, até quarta-feira (22), com 1396 mortes em 207 cidades, dos 399 municípios do estado. Neste sentido o médico Beto Preto, Secretário Estadual de Saúde, deu entrevista a rede Aerp – Associação das Emissoras de Rádio do Paraná, sobre as próximas medidas para conter o avanço da pandemia de coronavírus no estado.

continua após publicidade

“O Paraná fez um grande sacrifício nos últimos meses, com momentos de maior e menor isolamento domiciliar”, avalia. Ele lembra, no entanto que o planejamento inicial da Saúde do estado era para 30 mil casos nesse período, mas conforme as medidas foram relaxando e as atividades foram flexibilizadas, na economia, a velocidade de contágio aumentou. “O que era para finalizar em 4 meses, pode se estender para até 7 meses. Mas nesse momento continuamos em subida controlada”, ressalta.

Beto enfatiza que o estado já está diminuindo ações de medidas restritivas em sete regiões do Paraná, sendo Curitiba, Londrina, Cornélio Procópio, Cascavel, Cianorte, Toledo e Foz do Iguaçu. “Mesmo com adesão heterogênea, o isolamento deu a possibilidade de acreditar na diminuição da velocidade de subida no número de novos casos e do contágio”, diz.

continua após publicidade

O secretário relata que o estado está indo para o quarto dia de estabilização no número de mortes. “A diminuição ainda é pequena e tênue, mas isso já é fruto de trabalho da quarentena restritiva, mesmo que não tenha sido como deveria, já é positiva por ter segurado a velocidade de contágio na subida da curva”, diz Beto Preto.

Segundo ele, os dados dessa diminuição devem ser percebidos na próxima semana. “Mas isso não é álibi, como também não é, abrir novos leitos de UTI, para que as pessoas descuidem”, alerta que todos devem seguir as orientações da Saúde.

Atendimentos exclusivos

continua após publicidade

A Secretaria de Saúde ressalta que nesta quinta-feira (23), o Estado vai abrir mais 14 leitos de UTI no Hospital do Trabalhador, na região metropolitana de Curitiba, com 88 leitos exclusivos para atendimento da covid. “Outro com grande estrutura é o Hospital Universitário de Londrina, com 80 leitos de UTI, disponíveis para pacientes do vírus”, cita o secretário.

Beto reconhece o esforço das prefeituras em geral com os cuidados em cada localidade com a pandemia, contudo comenta: “Ainda não chegamos ao máximo na curva de casos e devemos ter mais três semanas duras pela frente no Paraná”, avisa.

Clima pode piorar pandemia

continua após publicidade

O médico Beto Preto lembra que o frio previsto e as chuvas, podem piorar o risco de contaminação pelo coronavírus, por conta do aumento da umidade relativa do ar.

Com informações da AERP