Paraná

Alunos e servidores da UTFPR dizem que foram intoxicados

Mais de 150 alunos e servidores da universidade em Curitiba foram intoxicados após comerem no RU

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Alunos e servidores da UTFPR dizem que foram intoxicados
fonte: Divulgação

Mais de 150 alunos e servidores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Curitiba, dizem que foram intoxicados após comerem no restaurante universitário (RU) da instituição. De acordo com as denúncias, os casos ocorreram ao longo da última semana, principalmente no campus central, que fica localizado na Avenida Sete de Setembro. Com informações da Banda B.

continua após publicidade

Diante das denúncias, um grupo passou a se mobilizar para cobrar respostas da instituição. Ao todo, 154 pessoas já demonstraram que sofreram com a intoxicação. De todos os relatos, apenas dois teriam acontecido no campus Ecoville.

Segundo o estudante de Engenharia da Computação, Gustavo Zeni, ele almoçou no RU na quarta-feira (18) e, já no mesmo dia, sentiu os efeitos.

continua após publicidade

“Eu fui para casa, onde estou de home office, e comecei a sentir muito sono, daquele que não é normal. Após algumas horas eu acordei e decidi fazer um macarrão instantâneo, daqueles de copo, que nunca me fizeram mal. Voltei a dormir e, no dia seguinte, já acordei vomitando. Inicialmente, achei que tinha a ver com o macarrão, mas logo comecei a ouvir os relatos dos meus amigos, que o mesmo havia acontecido com eles”, disse.

Zeni conta que percebeu um tom azulado na comida, mas que acreditou que era apenas um tempero diferente que havia sido utilizado.

Um professor relatou nas redes sociais que também acabou sendo vítima da intoxicação. Ele teria jantado na instituição na noite de quinta-feira e passou muito mal durante a madrugada.

continua após publicidade

O RU é destinado para estudantes, servidores e professores da instituição. Para os alunos, o valor cobrado é de R$ 3,50.

Investigação

Devido às várias reclamações, o grupo procurou as pessoas responsáveis pelo controle de qualidade da alimentação. O posicionamento, no momento, é de que o caso está sendo investigado.

continua após publicidade

“Todos os que tiveram intoxicação alimentar e a associam a algo que tenham comido no RU devem formalizar suas queixas pelo e-mail fiscalizacaoru-ct@utfpr.edu.br informando a data, horário da refeição (almoço ou jantar), a sede e outras informações (se puder, anexar atestados ou qualquer outro documento) a fim de registrar a ocorrência”, diz a nota enviada ao grupo.

O RU seguia em funcionamento até está terça-feira.

Em 2019, um caso parecido aconteceu no campus de Apucarana da UTFPR, quando pelo menos 100 estudantes passaram mal, com diarreia, vômitos e dores abdominais.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News