Paraná

Adolescente de 16 anos vai para motel com rapaz de 29, sofre hemorragia e morre

A menina chegou sem pulso na UPA de Pinhais, foi tentado massagem cardíaca, mas sem sucesso

Da Redação ·
A menina chegou sem pulso na UPA de Pinhais, foi tentado massagem cardíaca, mas sem sucesso
fonte: Eliandro Santana/Banda B
A menina chegou sem pulso na UPA de Pinhais, foi tentado massagem cardíaca, mas sem sucesso

Conforme informações do Portal Banda B, uma adolescente, de 16 anos, morreu após sofrer uma grave hemorragia dentro de um motel, na Rodovia Dep. João Lepoldo Jacomel, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. Ela teria ido ao local de carro com um homem, de 29 anos, no início da tarde de quarta-feira (20).

continua após publicidade

A mãe da vítima, Ana Paula Zimiani, conta que o rapaz já vinha cortejando a menina desde a semana passada, mas que a família não aprovava a relação por conta da diferença de idade.

“Semana passada ela comentou comigo que ele tava chamando ela no ‘Face’, que queria conversar com ela, tentando agradar, queria conhecer ela, namorar e eu falei pra ela que não queria, porque ele é mais velho. Ele foi no curso dela e levou um chocolate pra ela. Desde o fim de semana ele estava insistindo para sair com ela”, relatou a mãe.

continua após publicidade

Na quarta-feira, a menina teria pedido autorização à mãe para ir ao shopping com o homem, apenas para comer batata e ver um filme, e depois ele traria ela de volta para casa. A mãe permitiu o encontro.

“Ele passou em casa, pegou ela às 13h, quando deu 14h e pouco recebi a notícia de que ela tinha tido um desmaio e estava na UPA Pinhais. O médico me disse que ela já chegou sem pulso, tentaram massagem cardíaca para fazer ela voltar, mas sem sucesso”, afirma Ana Paula.

Tentativa de fuga

continua após publicidade

No momento em que a mãe foi informada que a filha estava morta, o rapaz de 29 anos teria tentado fugir, mas foi impedido por Ana Paula. “Eu agarrei ele pelos braços e disse pra ele me explicar o que tinha feito com ela. Acabou o mundo pra nós, a gente morreu junto com ela. Ele matou ela e a família inteira”, disse a mãe da adolescente.

A avó da garota, Maria Antônia, disse que a neta era saudável e espera que o homem pague pelo o que fez. “Esse cara tem que pagar. Ela era uma menina querida, boa, saudável, ela não tinha problema, então alguma coisa ele fez”, disse indignada.

Fonte: Banda B