Abrabar estima que 40% dos bares de Curitiba fecharam as portas - TNOnline
Mais lidas

    Paraná

    Prejuízo

    Abrabar estima que 40% dos bares de Curitiba fecharam as portas

    Abrabar estima que 40% dos bares de Curitiba fecharam as portas
    Foto por Reprodução/Google Images
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 10.02.2021, 15:33:54 Editado em 10.02.2021, 15:54:14
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A pandemia e as diversas medidas restritivas para tentar conter o contágio pela Covid-19 acertaram em cheio o setor de bares e casas noturnas.

    Cerca de 40% dos bares de Curitiba fecharam as portas e sem chance de retomarem o funcionamento, segundo disse em entrevista, nesta terça-feira (9/2), o vice-presidente da Abrabar (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas), Gustavo Grassi.

    “O setor esta agonizando e há vários estabelecimentos fechando as portas. Só em Curitiba, perdemos por volta de 40% dos bares e cerca de 75% das casas noturnas também”, revelou Grassi.

    Por conta de decretos municipais e estaduais, bares e casas noturnas tiveram as atividades suspensas. Podem funcionar apenas aqueles estabelecimentos que tem autorização para atuar também como restaurante e lanchonete, e ainda assim respeitando o limite de horário e clientes para evitar aglomerações, além de outras regras anticovid.

    Protesto

    Com o intuito de encontrar alternativas para a situação e pedir socorro às autoridades públicas, várias associações do setor irão se reunir em um protesto no próximo dia 24 de fevereiro. “Vamos fazer um protesto pacífico para pedir uma reparação. A gestão municipal aqui em Curitiba está ajudando as empresas de ônibus, mas o nosso setor não foi ajudado em nenhum momento”, explicou o vice-presidente da Abrabar.

    A fiscalização também é alvo das reclamações do setor. Segundo Grassi, muitos fiscais atuam de forma arbitrária e estão multando estabelecimentos que seguem as normas previstas nos decretos. Porém, ele admite que muitos comércios infringem a lei e atrapalham toda a categoria. “Aqueles que não estão respeitando os decretos estão atrapalhando, porque eles chamam a atenção da fiscalização. Isso denigre todo o setor. Os bons acabam pagando pelos maus muitas vezes” acrescentou.

    Com informações de: Metrópoles/Banda B

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Paraná

    Deixe seu comentário sobre: "Abrabar estima que 40% dos bares de Curitiba fecharam as portas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.