Facebook Img Logo
Mais lidas
Paraná

Profissionais da Educação recebem mais de R$ 98 milhões

.

Até o final deste ano as promoções e progressões relativas a 2017 pagas pelo Governo do Estado a servidores da Educação (professores e funcionários de escolas) totalizarão R$ 98,2 milhões. Para os funcionários, os cerca de 15 mil benefícios começaram a ser pagos no mês de agosto. Já aos 22 mil professores, desde outubro.

A implantação dos benefícios para servidores das diversas áreas do Executivo havia sido autorizada em julho pelo governador Beto Richa e vale para todos os profissionais do Estado que já cumpriram os requisitos necessários para a aquisição desses benefícios este ano.

Com a medida, serão pagos ao todo 55 mil avanços de carreira, que se somam aos pagamentos iniciados em janeiro, quando 94 mil atos foram implantados pelo Governo do Estado. Para quitar promoções e progressões de todas as categorias do serviço público estadual, foi reservado R$ 1,4 bilhão do orçamento deste ano.

“A implantação das promoções e progressões mostra o respeito que o Governo do Estado tem pelos nossos servidores, de todas as áreas”, disse o governador.

HISTÓRICO
No mês de janeiro já tinham sido implantados benefícios aos servidores que adquiriram o direito a progressões e promoções até dezembro de 2016.

Somente na educação, esses benefícios chegam a R$ 432,4 milhões (relativos aos anos de 2015 e 2016). “Estamos numa situação privilegiada. Enquanto alguns estados apresentam dificuldades para pagar os salários mensalmente, ou o 13º, aqui no Paraná, além do pagamento em dia, são concedidos avanços de carreiras”, afirmou a secretária estadual da Educação, professora Ana Seres.

Para o ano que vem, o Estado estima em R$ 174,8 milhões o custo das promoções e progressões da educação.

A progressão, no serviço público, é a mudança de uma referência salarial para outra imediatamente superior, obedecidas as condições previstas em legislação específica, própria da carreira a que pertence o servidor. A promoção é a elevação do servidor à classe/nível imediatamente superior àquela a que pertence, também obedecidas as condições previstas na legislação específica de cada carreira.

REMUNERAÇÃO
De 2011 até agora, o aumento da remuneração média dos professores da rede pública estadual foi de 146%. Nesse período, o valor passou de R$ 2,1 mil para R$ 5,2 mil.

Para um professor concursado que inicia carreira no Estado a remuneração é de R$ 3,6 mil (sendo 2,8 mil de salário e 800 de auxílio-transporte). A remuneração média é próxima a R$ 5,2 mil e os contracheques para o topo da carreira os valores giram em torno de R$ 15 mil.

REFORÇO NO QUADRO - Desde 2011 foram contratados cerca de 23,8 mil servidores da educação (entre professores e funcionários).

Nos últimos anos foram empossados 5,7 mil novos professores do concurso público de 2013, o último realizado para professor da rede pública do Estado do Paraná. O chamamento mais recente de remanescentes foi há três meses, para cerca de trezentos profissionais.

Rede pública supera particulares em benefícios de carreira

Os educadores da rede pública estadual do Paraná contam com remuneração inicial de R$ 3,6 mil, hora-atividade, quinquênios, licenças especiais e até licenças para tratamento de familiar doente. Na rede particular não são concedidos esses benefícios.

O piso para os professores de escolas particulares gira em torno de R$ 2,6 mil para uma jornada de 40 horas semanais. Em relação à hora-atividade (tempo reservado para correção de provas e preparação de aulas), as escolas particulares oferecem em média um acréscimo de 12% do salário do docente para essas atividades, desde que elas sejam cumpridas dentro da instituição de ensino. Caso o professor opte por desempenhá-las em outro local, não há benefício.

O Governo do Paraná assegura 37,5% da jornada para a hora-atividade, sendo que a lei prevê apenas um terço.

O quinquênio é um valor incorporado ao salário do funcionalismo público a cada cinco anos de serviço e não existe essa previsão na rede particular.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Paraná

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber