Mais lidas
Paraná

Pessoas em vulnerabilidade social terão curso de costura

.

Máquinas de costura serão pontes para uma vida melhor, a partir de janeiro, em dez cidades prioritárias do programa Família Paranaense na regional de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado. Os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) já estão inscrições para o projeto Costurando o Futuro que dará curso de corte e costura a 200 alunos.

O projeto é uma iniciativa da Fundação Volkswagen, desenvolvida em parceria com o Governo do Paraná, Aliança Empreendedora e Burda Style. Os municípios que receberão a capacitação são Ampére, Boa Esperança do Iguaçu, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Pranchita, Pérola d'Oeste, Salgado Filho, Santa Izabel do Oeste e Santo Antônio do Sudoeste.

A chefe do escritório regional de Francisco Beltrão, da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, Atanazia Pedron, reforça que oferecer capacitações para as pessoas melhorarem de vida é uma das premissas do programa Família Paranaense.

“Essa ação está dentro da diretriz intersetorial do programa que atende as pessoas de forma completa e integral em diversas áreas, como trabalho, educação, agricultura e saúde, além da assistência social”, explica Atanazia.

POSSIBILIDADES – Segundo o assessor do projeto, da Aliança Empreendedora, Maurício Picanço, o aprendizado pode ter impacto emocional. “Não se restringe somente à possibilidade do aumento de renda, mas está conectado à realização pessoal, autonomia e aumento da autoestima dos beneficiados”, conta Picanço.

O assessor também acredita que a capacitação vai trazer melhorias para os municípios. “Durante as visitas descobrimos que existem poucas costureiras nas cidades. A partir do momento em que surgirem novas profissionais, a procura deve aumentar e isso favorece economicamente os municípios”.

OPORTUNIDADE – Os participantes também receberão dicas de empreendedorismo para tornar a costura fonte de renda. Outro diferencial é que terão acesso a oficinas de design com a equipe da empresa Badu Design para desenvolverem a criatividade com matéria-prima reciclável.

Atanazia enfatiza que essa é uma forma de apoiar as famílias que mais precisam com oportunidades de trabalho e geração de renda. “É a melhor maneira de tirar pessoas de situações de risco e vulnerabilidade social e garantir que elas consigam superar os desafios da vida”.

FAMÍLIA PARANAENSE – O Família Paranaense, lançado em 2012, é a principal estratégia do Governo do Paraná para erradicação da pobreza. O programa está presente nos 399 municípios do Estado e já atendeu cerca de 303 mil famílias com ações de acompanhamento familiar e transferência de renda. O investimento nas ações do programa chega a R$ 181,1 milhões.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber