Mais lidas
Paraná

Investimentos em aeroportos regionais chegam a R$ 38 milhões

.

Os aeroportos regionais paranaenses receberam, desde 2011, R$ 38 milhões em recursos para a contratação de estudos e obras de infraestrutura e aumento de capacidade. Os valores consideram investimentos já consolidados ou em andamento, viabilizados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Logística.

Entre as ações em tramitação neste segundo semestre estão as licitações para as obras de reforma dos aeroportos de Pato Branco e Umuarama. Em ambos serão feitas melhorias na pista e nos terminais de embarque e desembarque de passageiros para atender padrões técnicos exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Estamos intensificando nossas ações para ampliar a oferta de voos comerciais e atender toda população paranaense com mais conforto e agilidade. Além de Pato Branco e Umuarama, também pretendemos viabilizar recursos para a adequação do aeroporto de Guarapuava”, destaca o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.Os aeroportos de Castro, Maringá, Toledo, Londrina, Cascavel e Ponta Grossa foram contemplados em anos anteriores.

Todas as ações são resultado do Plano Aeroviário do Estado, levantamento técnico da Secretaria de Infraestrutura e Logística em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu). O plano apresenta um panorama dos aeroportos e aeródromos públicos e as adequações necessárias para a operação e o desenvolvimento regional nos próximos 20 anos.

OPERAÇÃO
O Plano Aeroviário facilita o diálogo do poder público com as companhias aéreas. Foi o que ocorreu em 2016, quando o Governo do Estado e a Azul Linhas Aéreas assinaram um protocolo de intenções para a implantação do transporte aéreo regular em cidades ainda não atendidas pelo serviço. 

Pelo acordo, a empresa receberá incentivos do governo estadual para a operação. A cada novo aeroporto atendido o ICMS sobre o combustível é reduzido.O primeiro município contemplado foi Ponta Grossa que passou a contar com voos diários e conexão direta com o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). A medida beneficiou cerca de 735 mil habitantes dos 14 municípios da região.

“Ponta Grossa passou a receber voos comerciais em função dos estudos técnicos que elaboramos. O aeroporto recebeu recursos que somam R$ 14 milhões por meio de repasses do município e dos governos Estadual e Federal. A soma de esforços dos gestores públicos e o apoio de classes empresariais têm sido fundamentais para viabilizar esses investimentos”, acrescenta Richa Filho.

A intenção do protocolo é que os municípios de Umuarama, Pato Branco e Guarapuava também sejam atendidos futuramente pela companhia.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber