Paraná

10,7% das doses aplicadas no Paraná foram nos fins de semana

Da Redação ·

Pelo menos 10,7% das vacinas contra a Covid-19 aplicadas nos paranaenses foram administradas durante os finais de semana da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo. Um levantamento de dados da secretaria estadual de Saúde aponta que das 1.657.658 primeiras e segundas doses administradas no Estado até a manhã desta terça-feira (13), pelo menos 177.285 foram relativas aos finais de semana.

continua após publicidade

O número é referente ao somatório de dois fins de semana de vigência da campanha. O primeiro foi nos dias 27 e 28 de março, quando a força-tarefa teve adesão de 231 municípios e aplicou 129.412 doses – o equivalente a um quinto de todo o Brasil naquele fim de semana. A campanha continuou mostrando resultados nos dias 10 e 11 de abril, quando 47.873 doses foram administradas por 152 municípios de 21 Regionais de Saúde do Paraná. O único final de semana entre as duas datas que não teve mutirão foi a Páscoa.

O objetivo da campanha de vacinação ininterrupta é acelerar a quantidade de paranaenses imunizados contra o coronavírus com as doses que estão disponíveis e estimular a conscientização sobre a importância da imunização. A recomendação da secretaria estadual da Saúde é que os municípios não estoquem doses já recebidas, tanto da primeira como da segunda dose das vacinas, mesmo que isso signifique gastar todos os imunizantes já distribuídos.

continua após publicidade

“Lutamos contra o tempo porque quanto mais pessoas vacinadas, mais rápido elas ficam imunizadas e, assim, menos leitos de hospital elas ocupam”, afirmou o secretário Beto Preto, que visitou municípios do Norte e do Noroeste do Paraná para incentivar a campanha no último final de semana. “Com a imunização, as pessoas têm uma evolução menos grave da doença, o que é importante para poupar vidas. Muitas pessoas criticam a campanha, mas foram 47 mil pessoas imunizadas apenas neste final de semana”.

Ele também acrescentou que os municípios do Paraná têm sido receptivos com a iniciativa. "Temos 399 realidades distintas. A campanha é uma maneira de envolver o Governo do Estado na estratégia, que, pela legislação, é municipal. Nesse momento o mais importante é salvar vidas e diminuir a quantidade de internados. A vacinação é o caminho mais rápido", acrescentou

STATUS – Segundo o Vacinômetro, 92,5% das primeiras doses distribuídas pelo Estado já foram aplicadas, totalizando 1.326.693 paranaenses imunizados. Já as segundas doses chegam a 351.497 aplicações, o correspondente a 35,7% do que já foi recebido – um percentual menor, já que precisa respeitar o intervalo de tempo recomendado pelas fabricantes para garantir uma melhor resposta do sistema imunológico contra o vírus.

continua após publicidade

Atualmente, o Paraná está vacinando pessoas de 65 a 69 anos, profissionais da segurança pública/Forças Armadas e quilombolas. O Estado já recebeu 2.495.350 doses de vacinas Coronavac (Sinovac/Instituto Butantan) e Covishield (Universidade de Oxford/AstraZeneca/Fiocruz) do Ministério da Saúde.

A previsão para abril, segundo o secretário estadual da Saúde, é receber mais 1,5 milhão de doses, aumentando o contingente de pessoas vacinadas para a faixa etária a partir dos 60 anos. “Chegando nessa meta, conseguiremos diminuir muito a mortalidade nas nossas UTIs. Hoje, 67% dos paranaenses que perderam a vida para o coronavírus têm mais de 60 anos de idade. Conseguindo imunizá-los, tenho certeza de que vamos baixar a mortalidade de forma geral”, explicou.