Paraná

Estudantes desenvolvem projeto para revitalização de rio

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Estudantes desenvolvem projeto para revitalização de rio
Estudantes desenvolvem projeto para revitalização de rio

Os estudantes do 1° ano do ensino médio do Colégio Estadual Padre Arnaldo Jasen, em São José dos Pinhais (na Região Metropolitana de Curitiba), desenvolveram ao longo do segundo semestre uma proposta para revitalização do Rio Lava Pés, que passa nos fundos da escola. A iniciativa rendeu aos estudantes o primeiro lugar na etapa regional do concurso Respostas para o Amanhã.

continua após publicidade

A ideia de propor o resgate do rio surgiu da necessidade de apresentar à comunidade a solução para um problema comum: a poluição do riacho. “É um problema que convivemos e que queremos resolver e dar isso a nossa comunidade”, disse o aluno Felipe Gonçalves de Faria, de 15 anos.

Incomodados com o mau cheiro do rio, os alunos, orientados pelos professores, fizeram um mapeamento hidrográfico da região, além do resgaste histórico e análise da fauna, flora e da qualidade da água. O trabalho resultou em um diário de bordo que foi apresentado aos poderes executivo e legislativo do município.

continua após publicidade

Junto com o diário os alunos entregaram uma proposta de intervenção para revitalização do rio, por meio da recomposição da mata ciliar e cultivo de plantas aquáticas para o tratamento da água. “A fauna não existe mais e a pouca mata auxiliar está bastante prejudica. A nossa proposta é revitalizar e não canalizar, porque a nascente do rio é limpa e podemos devolvê-lo à comunidade”, reforçou Felipe.  

RECONHECIMENTO
O trabalho foi apresentado em feiras científicas e inscrito na 4ª edição do concurso Respostas para o Amanhã, no qual ficou em primeiro lugar entre as pesquisas feitas por alunos da Região Sul na categoria votação popular. “A premiação é o reconhecimento da nossa pesquisa, mas o nosso foco é revitalizar o rio e deixar esse legado para nossa comunidade”, frisou Felipe.

Para apresentar o projeto no concurso, os alunos produziram um vídeo de três minutos. A produção contou com depoimentos de professores de Geografia, História, Filosofia, Geólogos e moradores. A escola recebeu como premiação um troféu e um notebook.

continua após publicidade

O professor de Química, Sérgio Ribeiro Frois, lembrou que a poluição do rio pode resultar em problemas no desenvolvimento dos estudantes e que a comunidade é a principal beneficiada com a proposta de revitalização. “Um rio poluído pode resultar em doenças respiratórias que são prejudiciais ao desenvolvimento cognitivo dos alunos. Com a revitalização e comunidade vai ganhar porque teremos crianças, e consequentemente adultos, mais saudáveis”, afirmou.

“Além dos gases poluentes que são emitidos pelo rio, tem a questão da poluição visual, animais peçonhentos e a poluição do Rio Iguaçu, que recebe toda essa água suja”, disse Sergio.

CONCURSO
O concurso tem como objetivo estimular práticas educativas que promovam a aprendizagem dos conceitos científicos, nos âmbitos sociais e culturais, pela investigação. A intenção é de que os projetos elaborados apresentem soluções viáveis para a melhoria das comunidades às quais se destinam, buscando sempre ter a sustentabilidade como aliada.