​Aluno exibe explosivos falsos para conquistar colega e é suspenso - TNOnline
Mais lidas

    Mundo Bizarro

    Mundo Bizarro

    ​Aluno exibe explosivos falsos para conquistar colega e é suspenso

    Foto por Reprodução
    Escrito por Com informações do Globo
    Publicado em 25.04.2015, 11:03:00 Editado em 27.04.2020, 20:00:31
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Ibrahim Ahmad, de 18 anos, teve uma ideia "original" para pedir que uma colega fosse sua companhia no baile de formatura em escola de ensino médio no estado de Washington (EUA). 

    Diante de companheiros de sala, subiu a um palco usando um cinturão com explosivos falsos a fim de conquistar a colega Rilea Wolfe. Ela disse "sim", mas a direção da escola disse "não".

    O aluno com os falsos explosivos foi suspenso por uma semana e teve sua presença vetada no baile de formatura. 

    "Quero que todos os meus alunos se sintam seguros e apoiados, mas há um limite", declarou ao "Columbian" Michael Mansell, superintendente da escola. "Da forma como o mundo é hoje e por causa da segurança na escola, basta um pai ou um aluno se sentir incomodado para causar problema", acrescentou. 

    Ibrahim, que usara um colete de paintball, fios e rolos de papel para compor o cinto "terrorista", defendeu-se:  "Sou do Oriente Médio, e pensei que a ideia da bomba fosse engraçada e inteligente". Não usei a veste por mais de 20 segundos. Eu a convidei (a Rilea), tirei uma foto e a escola ficou irritada".

    Leia matéria completa AQUI

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Mundo Bizarro

    Deixe seu comentário sobre: "​Aluno exibe explosivos falsos para conquistar colega e é suspenso"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.