Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas

Fazer na fábrica e montar na obra

.

Quando compramos uma janela pronta ou escolhemos um piso cerâmico em um catálogo; quando compramos uma churrasqueira pronta de concreto ou ainda quando encomendamos uma estrutura coberta para ser montada num terreno, em todas estas situações estamos encarando a construção como uma linha de montagem. Neste caso, as peças são feitas nas fábricas e depois montadas na obra.

Este é o conceito fundamental da industrialização da construção. Fazer as partes da obra na indústria, levar até o local da obra, montar e deixar de acordo com os projetos da construção. Tubos, conexões, janelas, portas, pisos, concreto usinado, laje, estrutura, enfim vários itens que podem ser produzidos em uma fábrica e levados para o local da construção para serem montados ou fixados.

Nas últimas décadas, a rápida expansão das cidades gerou a necessidade de construções residenciais, comerciais e industriais que fossem feitas em menor tempo e com mais economia. E isso vem impulsionando a indústria da construção.

ESTRUTURAS PRÉ-FABRICADAS DE CONCRETO E METÁLICAS
No caso das estruturas, além da necessidade, devido ao crescimento das cidades e da atividade produtiva, o alto custo da madeira utilizada para fazer o molde ou a caixaria das estruturas na obra também contribuiu para que as estruturas de concreto e as estruturas metálicas se tornassem cada vez mais viáveis.

Além de serem mais econômicas, as estruturas passaram a contar, cada vez mais, com tecnologia tanto no processo de produção das peças, como também nos materiais empregados e na logística de montagem.
Nas últimas décadas ocorreram grandes avanços na área. Temos hoje concreto de alto desempenho, aditivos, desmoldantes, programas de cálculo e de detalhamento arquitetônico, fôrmas mais produtivas, guindastes mais potentes e, enfim, várias inovações que contribuem para que as estruturas sejam cada vez mais econômicas, duráveis, versáteis e de montagem cada vez mais rápida.


DIVERSIFICAÇÃO
Houve também a diversificação dos produtos ofertados. Hoje temos paredes, escadas, lajes que são montadas na obra, lajes autoportantes (que vão prontas para a obra), coberturas metálicas, coberturas em estrutura de concreto, mezaninos, muros de arrimo, além de pilares e vigas. Existe uma infinidade de peças e serviços que tornaram a construção pré-fabricada capaz de atender a todos os projetos estruturais e arquitetônicos.

Aliar a engenharia estrutural e a arquitetura, para produzir estruturas cada vez mais econômicas, duráveis, de baixa manutenção e bonitas é um dos desafios atuais das indústrias de estruturas. Assim, é fundamental a presença dos profissionais da engenharia  no cálculo estrutural e no acompanhamento de todo o processo de produção das peças e o cronograma de montagem da estrutura. São fundamentais também as definições e detalhamentos de peças, feitos pelo profissional de arquitetura.

O trabalho da engenharia é fundamental para o sucesso de uma obra pré-fabricada. Este cuidado técnico começa já na comercialização da estrutura que, se possível, deve ser feita por técnicos da área das edificações ou pelos demais profissionais ligados a engenharia.  Se a pessoa que está vendendo, entende de estrutura e de edificações, fica muito mais fácil e objetivo atender com eficácia o desejo de quem está comprando a estrutura. As informações são passadas de forma nítida para a área de engenharia e arquitetura da indústria. A industrialização da construção é um fato da nossa atualidade, que ganha força a cada dia. Para que este processo aconteça com sucesso é fundamental a presença, na indústria e na obra dos profissionais da engenharia, e dos técnicos ligados às edificações


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Morar Bem

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber