Maringá

Ladrão se dá mal ao abordar PM campeã de jiu-jitsu na saída de igreja

.

A policial Daniela Arouca é campeã mundial de jiu-jitsu - Foto: André Almenara
A policial Daniela Arouca é campeã mundial de jiu-jitsu - Foto: André Almenara

soldado Daniela Arouca, de 35 anos, há 11 anos na Polícia Militar do Paraná, mostrou para um ladrão no final de semana que realmente o crime não compensa. No final de semana a policial tinha acabado de sair da igreja quando foi abordada por dois homens na Avenida Guaiapó, em Maringá (norte do Paraná). 

Um dos suspeitos mencionou estar armado, mas não mostrou nenhuma arma. A policial pegou a pistola .40 e deu voz de prisão para os ladrões. Um dos criminosos consegui fugir correndo, mas o outro foi  puxado pela soldado.

O ladrão tentou tomar a arma de fogo da policial quando a soldado Danny Arouca efetuou um disparo que acertou o para-brisa do seu carro. A policial, que é bi-campeã brasileira, bi-campeã sul-americana, campeã europeia e campeã mundial de jiu-jitsu, conseguiu dominar o assaltante e ele desmaiou. 

A soldado Daniela Arouca mostrou a ladrão que o crime não compensa - Foto: André Almenara

Arrependido e com medo de morrer
Ela então pediu reforço de uma viatura para levar o detido à 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá. O jovem detido, de 18 anos, residente no Jardim São Francisco, afirmou ao repórter André Almenara que não esperava que a vítima era uma policial, muito menos uma lutadora campeã de jiu-jitsu. O preso disse estar arrependido e revelou que ficou com medo de morrer.

As informações são do repórter André Almenara