Facebook Img Logo
Mais lidas
Maringá

7º Festival Afro-Brasileiro de Maringá traz eventos variados

.

Atividades diversas ser?realizadas at? dia 30 de novembro em comemora? ao 7º Festival Afro-Brasileiro de Maring?  Roberto Furlan/SECOM
Atividades diversas ser?realizadas at? dia 30 de novembro em comemora? ao 7º Festival Afro-Brasileiro de Maring? Roberto Furlan/SECOM

A Assessoria de Promoção da Igualdade Racial promove até o dia 30 de novembro a 7ª edição do Festival Afro-Brasileiro de Maringá, que este ano tem como tema “Descobrindo a Negritude: Heróis Negros do Brasil”. O evento reúne uma série de atividades que vão debater o tema e promover a igualdade racial no município. A programação abrange desde oficinas de capoeira, exposições, até discussões em mesa redonda, com debates pertinentes à cultura afro.

Na quarta-feira (4) foi realizada 1ª Conferência Municipal de Promoção à Igualdade Racial. “A Identidade e Resistência Racial, primeiros passos para uma sociedade racialmente justa”. A palestra foi ministrada pela psicóloga especialista em psicologia jurídica, Tayná Wienne Adorno Tomás. O diretor da Assessoria de Promoção da Igualdade Racial Hércules Ananias procura levar as oficinas e debates para os bairros afastados e que não conhecem a cultura negra. “Levar tradições, costumes, debates, isso é focalizar o negro dentro do processo racial e é uma ação fundamental para disseminar essa cultura. Na filosofia da vida, a criança não nasce com o preconceito. Ela adquiri durante sua criação no meio dos adultos”, diz.

Exposições Em vários pontos da cidade serão realizadas exposições temáticas. De 1º a 30 de novembro, a Biblioteca do Centro oferece a exposição Vila Nagô do Centro Cultural Jhamayka. De 3 a 30 de novembro, a exposição Cultura Afro-brasileira de Maringá, da APIR, ACDU e Accamê, será no Paço Municipal. De 3 a 28, o público que passar pela Câmara Municipal pode conferir a Nossa Cultura Ancestral, de Sucena. O projeto Abrindo Gavetas promove duas exposições: de 16 a 30 de novembro “Do preto ao branco, do branco ao preto crianças não albinas”, na Biblioteca da UEM e de 17 a 30 de novembro “Fotos da Beleza Negra Maringaense”, também na Câmara Municipal.

Abayomi No Festival Afro-Brasileiro, a Assessoria de Promoção da Igualdade Racial, em parceria com as Secretarias de Cultura e da Mulher, realizará cinco oficinas de Abayomi, boneca de pano artesanal negra feita a partir de sobras de panos apenas com nós e tranças, sem o uso de cola ou costura e que representa personagens de circo, da mitologia, orixás, figuras do cotidiano, contos de fada e manifestações folclóricas e culturais.  A palavra Abayomi, do iorubá, significa aquele que traz felicidade ou alegria. A boneca é uma forma de propor a luta contra o preconceito e o fortalecimento da autoestima da população afrodescendente. 

A primeira oficina foi realizada na Biblioteca do Jardim Alvorada, ministrada por Alaíde Cardoso de Souza e Aparecida de Fátima de Oliveira. A oficina é gratuita e podem se inscrever pessoas a partir de 11 anos. Troféu A entrega do Troféu Consciência Negra será realizada no dia 19 de novembro, às 19 horas, na Câmara Municipal. O troféu comemora o Dia Nacional da Consciência Negra, lembrado no dia 20 de novembro, e é um reconhecimento às pessoas que atuam na defesa das igualdades raciais. Uma comissão especial, formada por um assessor da Promoção da Igualdade Racial, um membro do Legislativo e três entidades do Movimento Negro de Maringá, que serão definidas através de sorteio, elegerão os homenageados. Podem ser indicados um pioneiro afrodescendente e duas pessoas no destaque pessoa física. Mais informações sobre o prêmio podem ser obtidas no Portal da Igualdade Racial, no site da Prefeitura de Maringá.

Concurso de Frase No dia 19 de novembro também será realizada a premiação dos autores dos trabalhos vencedores do 2º Concurso de Ilustração, Frase e Redação, tema “20 de Novembro Dia Nacional da Consciência Negra”. A ideia é promover o concurso de forma que os alunos e professoras discutam o assunto em sala de aula, analisando o tema no cotidiano. Desde 2003 o ensino da história e cultura Afro-brasileira e Africana é obrigatório nas escolas.

Apresentações e Oficinas As atividades desta sexta-feira (6) começam às 9 horas, no Instituto de Educação com Oficina de Maracatu. Das 14 às 15 horas o Teatro de Bonecos é realizado no CMEI Maria Tereza Claro Gonzaga. Já no dia 7 de novembro, das 9 às 12 horas, as oficinas são na Praça Raposo Tavares. A oficina de Maracatu também será desenvolvida no Colégio Estadual Tancredo Neves, a partir das 9 horas, na segunda-feira (9). Neste dia, o Teatro de Boneco será no CMEI Antonio Facci e a Oficina de Capoeira Lúdica e Maculelê começa às 13 horas, na Escola Municipal Ruy Alvino Alegretti. Na terça-feira (10), às 8 horas, será realizada a Oficina de Capoeira Primitiva no Colégio Estadual Ipiranga e das 14 às 15 horas Oficina de Hip Hop no Colégio Estadual Tânia Varela. Já no dia 11, as atividades começam às 9 horas com a Oficina de Maracatu no Colégio Estadual Theobaldo Miranda e Oficina de Capoeira Primitiva no Instituto de Educação. 

Das 14 às 15 horas Teatro de Bonecos no CMEI Winifred Ethel Netto. Às 13 horas, Oficina de Capoeira Lúdica e Maculelê. A Oficina de Maracatu da próxima quinta-feira (12) será realizada no Colégio Estadual Theobaldo Miranda a partir das 9 horas. Às 13 horas Oficina de Capoeira Lúdica e Maculelê na Escola Municipal Helenton Borba Cortes. Duas atividades iniciam às 14 horas, a Oficina de Hip Hop, no Instituto de Educação, e Teatro de Bonecos no CMEI Nadyr Penteado Virmond. Às 14h30, Oficina de Abayomi na Biblioteca Iguatemi, que também será realizada no dia 13 de novembro, às 14h30, na Biblioteca Mandacaru. A Praça Napoleão Moreira da Silva vai sediar várias oficinas das 9 às 12 horas no dia 14 de novembro. 

As atividades do dia 16 começam às 9 horas no Colégio Estadual Duque de Caxias com Oficina de Maracatu e Oficina de Capoeira Primitiva no Colégio Estadual Vital Brasil. No período da tarde, às 13 horas, Oficina de Capoeira Lúdica e Maculelê na Escola Municipal Ariovaldo Moreno e às 14 horas, Oficina de Hip Hop no Colégio Estadual Vital Brasil e Teatro de Bonecos no CMEI Maria de Lourdes Batista Vale Bom. A Escola Municipal Olga Aiub Ferreira oferece Oficina de Capoeira Lúdica e Maculelê no dia 17, das 13 às 15 horas e das 14 às 15 horas, Oficina de Hip Hop no Instituto de Educação. 

As Oficinas continuam no dia 18 no Colégio Estadual Duque de Caxias, a partir das 9 horas de Capoeira Primitiva e às 14 horas de Hip Hop. Já a de Abayomi será promovida na Biblioteca do Centro às 14h30. As atividades encerram com um Espetáculo de Dança no Teatro Barracão, às 20 horas. No dia Nacional da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, será realizado um Encontro Estadual de Capoeirista na Câmara Municipal.

A Mostra Cultural Afro tem início às 20 horas. As atividades de 21 de novembro começam com um Encontro da Juventude Negra no Centro Comunitário do Jardim Alvorada, a partir das 14 horas. No Centro Esportivo do Miosótis, às 13 horas, Oficina de Capoeira Angola e Jongô e às 20 horas, Show da Cor do Brasil e 14ª Mostra da Cultura Afro-Brasileira, no Teatro Barracão. Durante todo o dia 22, no Centro Social Urbano, será realizado um workshop para a comunidade e oficina de danças de rua. Às 14 horas Oficinas e Apresentações na Praça Zumbi dos Palmares. O CMEI Tereza Martins Fernandes recebe o Teatro de Bonecos no dia 23 a partir das 14 horas. O SESC promove dia 24, às 19 horas, uma Sessão de Filmes. A oficina de Maracatu abre as atividades do dia 25 de novembro no Colégio Estadual Ipiranga.

O Teatro de Bonecos será promovido no CMEI Geny Correia de Melo às 14 horas. Na Biblioteca do Parque das Palmeiras, a partir das 14h30, a população pode participar da Oficina de Abayomi. No dia 26, Oficina de Capoeira às 9 horas no Colégio Estadual Vinícius de Moraes, Teatro de Bonecos no CMEI Nice Braga e a Oficina de Hip Hop no Colégio Estadual Vinícius de Moraes a partir das 14 horas. À noite, Mesa Redonda II Cenário Afro Maringaense e Apresentação Bumba Meu Boi, às 20 horas, no Parque das Palmeiras. Um workshop para a comunidade e Show do Bumba Meu Boi será realizado nos dias 27 e 28 e 29 no Centro Social Urbano. Também no dia 28, das 9 às 12 horas, Oficinas e Apresentação Afro-Sim na Praça Farroupilha. As atividades terminam no dia 30 de novembro com a Roda de Capoeira e Maracatu no auditório Hélio Moreira, às 14 horas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Maringá

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber