Maringá

Escritório do ministro Ricardo Barros é invadido por 200 índios em Maringá

Da Redação ·
Cerca de 200 indígenas participam de protesto em Maringá - Foto: Moraes/Whatsapp
Cerca de 200 indígenas participam de protesto em Maringá - Foto: Moraes/Whatsapp

Aproximadamente 200 indígenas ocuparam na tarde desta quarta-feira (26) o escritório político do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), em Maringá (norte do Paraná). Os manifestantes protestam contra o ministro em razão do decreto que revogou a autonomia da gestão orçamentária e financeira da Secretaria Especial de Saúde Indígena

continua após publicidade

Flechada em nariz de imagem
Uma flecha chegou a ser lançada contra a fachada que possui uma imagem do ministro, mas depois foi retirada, restando um buraco na altura do ‘nariz’. Por volta das 15h30, policiais federais foram chamados para acompanhar a manifestação.

Escritório do ministro Ricardo Barros é invadido por 200 índios em Maringá fonte: Reprodução
continua após publicidade

Os índios protestam contra o decreto que revogou a autonomia da secretaria e centralizou no Ministério da Saúde, portaria de 17 de outubro. Diante das manifestações registradas em diversas partes do país, Ricardo Barros emitiu uma nova portaria nessa terça-feira (25), restituindo o poder dos Distritos Sanitários Indígenas, porém, para os povos indígenas, isso é pouco.

Escritório do ministro Ricardo Barros é invadido por 200 índios em Maringá fonte: Reprodução

Representantes das etnias xetá, kaingang e guarani estão em  Maringá nesta quarta-feira, quando iniciaram mobilização no Restaurante Universitário da UEM e ocuparam o escritório político de Ricardo Barros, já no período da tarde.

continua após publicidade

Outro protesto de índios ocorreu nesta quarta-feira em frente à sede do Ministério Público em Londrina.

Escritório do ministro Ricardo Barros é invadido por 200 índios em Maringá fonte: Reprodução

Com informações do portal MassaNews