Maringá

Estudantes desocupam colégios da rede estadual maringaense

Da Redação ·
Colégio Gerardo Braga foi o primeiro a ser ocupado (Foto: Arquivo/ Página "Colégio Gerardo Braga Ocupado")
Colégio Gerardo Braga foi o primeiro a ser ocupado (Foto: Arquivo/ Página "Colégio Gerardo Braga Ocupado")

Terminou nesta segunda-feira (30/05) a ocupação estudantil de colégios estaduais maringaenses.  Os estudantes decidiram, em assembleia, pelo fim da ocupação, desde que lhes seja concedida uma reunião com o Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). A reunião deve ocorrer ainda hoje.

continua após publicidade

A assembleia que optou pela desocupação aconteceu no último domingo (29/05). Os protestos começaram no dia 18/05, quando, após uma passeata com aproximadamente 1000 alunos, o Colégio Estadual Dr. José Gerardo Braga foi ocupado por estudantes de colégios estaduais. As motivações da ocupação envolviam atraso e má qualidade da merenda distribuída pelo governo, além de problemas na infraestrutura dos colégios. Outra exigência era a continuidade das investigações da operação Quadro Negro, que investigava desvios de verba ligada a educação.

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que analisará individualmente os problemas de infraestrutura apontados pelos estudantes. Sobre a operação Quadro Negro, a Seed afirma que um processo de sindicância interna está em fase de conclusão.

continua após publicidade

Já que mais de 2000 estudantes da rede estadual ficaram sem aulas, por aproximadamente 11 dias, a Seed divulgará um cronograma de reposição de aulas. O Presidente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas, Matheus dos Santos, afirmou que se os termos do acordo não forem cumpridos, outros colégios poderão ser ocupados.