Maringá

​Cerca de 1000 estudantes ocupam colégio em Maringá (PR)

Da Redação ·
Foto: APP/Sindicato
Foto: APP/Sindicato

Aproximadamente mil estudantes da rede estadual de educação realizaram, na manhã desta quarta-feira (18), em Maringá (norte/noroeste do Paraná) mobilização de protesto por melhorias no ensino público. Depois de uma passeata por vias públicas da, eles ocuparam o Colégio Estadual Dr. José Gerardo Braga, na Avenida 19 de Dezembro.

Os manifestantes exigem do governo do Estado melhores condições estruturais dos colégios e também o fim dos problemas na merenda, cuja entrega atrasou entre abril e maio e as despensas das escolas ficaram vazias. A direção do colégio iniciou uma conversa com os estudantes para negociar a liberação do prédio público. Alunos de vários estabelecimentos de ensino participam da mobilização, coordenada pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, União  Paranaense dos Estudantes, União da Juventude Socialista e Kizomba.

continua após publicidade

​Cerca de 1000 estudantes ocupam colégio em Maringá (PR) fonte: Reprodução



O estudante Marcelo Carneiro de Miranda, 18 anos, da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes), declarou que a ocupação permanece por tempo indeterminado para forçar o diálogo com o governo do estado, mas de forma pacífica. O foco do protesto em Maringá é a merenda escolar, tanto o atraso quanto a má qualidade dos alimentos, conforme relato de estudantes.

INVESTIGAÇÃO NA ALEP
Eles reivindicam uma investigação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) sobre o caso. O  Núcleo Regional de Educação (NRE) de Maringá e da Secretaria de Estado da Educação ainda não se manifestaram sobre a questão.