Maringá

Semusp trabalha para minimizar os efeitos da chuva em Maringá 

Da Redação ·
Várias árvores caíram com a chuva - Divulgação
Várias árvores caíram com a chuva - Divulgação

Equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp) atuam em sistema de mutirão, desde o início da manhã desta terça-feira (8), para conter os efeitos dos estragos provocados pela forte chuva em Maringá. De acordo com levantamento preliminar realizado pela gerência de Prevenção de Riscos da Defesa Civil, foram registrados 40 chamados de moradores das diversas regiões da cidade. 

continua após publicidade

Segundo o secretário de Serviços Públicos, Dorvalino Lopes de Macedo, não é possível afirmar que todos os chamados estão relacionados a quedas de árvores. “Existem casos que são apenas galhos caídos, bloqueando entrada de residências ou acesso às vias. Mas é certo que, na maioria dos casos, os pedidos são para remoção de árvores caídas. Esse número já passa de 15”, afirma, acrescentando que “uma árvore de grande porte caiu na Avenida Colombo e outra na Rua Martim Afonso, na Zona 2”.     

Nos casos em que as árvores caídas danificam postes e a fiação da rede elétrica os trabalhos de remoção são realizados em parceria com uma equipe da Copel, que já atua na religação de pontos da cidade que estão sem energia elétrica. A operação emergencial também conta com a colaboração do Corpo de Bombeiros.   

continua após publicidade

Os trabalhos de desobstrução de ruas e avenidas, assim como o acesso a residências, são realizados pelas equipes de Arborização, com apoio de funcionários e equipamentos dos setores de Obras e Pavimentação, Viação - que atuam nas estradas rurais, Galerias Pluviais e de Iluminação Pública, da Semusp.