Facebook Img Logo
Mais lidas
Londrina

Estado destina recursos a projeto de produção de seda da UEL

.

O Secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, assinou nesta quinta-feira (22) termo de cooperação para apoio ao projeto de pesquisa e extensão Seda o Fio que Transforma, que busca aprimorar a cadeia de produção de seda de Londrina e vai beneficiar agricultores e artesãos, além de interessados em uma nova fonte de renda. Além do termo, foram entregues três novos veículos para serem incorporados à frota da Universidade.

A cerimônia aconteceu nesta quinta-feira (22), no Campus da UEL, com a presença de professores, diretores de órgãos e autoridades. O termo prevê investimento de aproximadamente R$ 300 mil, recursos do Fundo Paraná, que deverão custear bolsas de estudos e equipamentos, beneficiando toda a cadeia da seda no município, desde a genética dos bichos-da-seda até o empreendedorismo de pequenos empresários e agricultores, com foco na exportação de fios crus.

O projeto desenvolvido na UEL conta com quatro professores dos cursos de Biologia, Design de Moda e Design Gráfico, além de mais de 20 estudantes de graduação e pós-graduação.

Segundo Cristianne Cordeiro Nascimento, coordenadora do projeto, ele aproveita a expertise da Empresa Bratac Fiação de Seda de Londrina, localizada no oeste da cidade, que detém toda a etapa da cadeia, desde a produção até a exportação do fio. Ela destacou que o projeto cumpre o real papel da universidade, interagindo com a comunidade e o setor produtivo, gerando novas oportunidades para agricultores e empreendedores.

Os fios produzidos em Londrina são direcionados ao mercado externo. O projeto une pesquisa e extensão e visa melhorar a qualidade dos fios, além de buscar alternativas para agregar maior valor ao produto final.

A reitora Berenice Quinzani Jordão destacou que o projeto reúne áreas de conhecimento aparentemente incompatíveis como a Biologia e o Design de Moda. “Vejam que a possibilidade é grande quando se propõe um projeto integrado, articulando ensino, pesquisa e extensão”, afirmou. Para a reitora, esta multidisciplinaridade é essencial à academia.

INVESTIMENTOS - O secretário João Carlos Gomes fez um balanço das ações nos últimos quatro anos. Ele citou que o Governo do Estado investiu cerca de R$ 40 milhões na UEL, considerando projetos e recursos do Fundo Paraná, além de obras de grande porte como o Cine Teatro Ouro Verde e a Clínica Odontológica Universitária. Somente estas duas obras consumiram um montante de aproximadamente R$ 27 milhões.

FROTA – Foram repassados à UEL dois VW Gol 1.0 e uma pick up VW Saveiro. Segundo o prefeito do Campus, Dari de Oliveira, os novos carros chegam em boa hora, quando estão iniciando as atividades acadêmicas do ano letivo 2018. A prioridade é atender a necessidade de deslocamentos de servidores e alunos em viagens de média distância. A frota da UEL é formada por 170 veículos, incluindo máquinas agrícolas e rodoviárias de grande porte, ônibus e Vans e automóveis médios, leves e pesados.

PRESENÇAS - Participaram da cerimônia o deputado federal Alex Canziani; o vereador Eduardo Tominaga; a presidente da Associação Brasileira da Seda, Renata Amano; o gerente-geral da Emater, Sérgio Carneiro; o arquiteto Paulo Bombassaro, representando o Programa de Qualificação para Exportação (Peiex); o diretor de Turismo da Companhia de Desenvolvimento de Londrina, Fabiano Trelha; além de pró-reitores, diretores de órgãos e unidades da UEL, professores e estudantes.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Londrina

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber