Londrina

Polícia identifica suspeitos de matar rapaz com mais de 30 tiros de fuzil em Londrina

.

No local do assassinato, conforme peritos do foram encontradas cerca de 40 cápsulas de fuzil 556 - Foto: Divulgação/Polícia Militar
No local do assassinato, conforme peritos do foram encontradas cerca de 40 cápsulas de fuzil 556 - Foto: Divulgação/Polícia Militar

A Polícia Civil de Londrina (norte do Paraná) confirmou nesta terça-feira (27) que identificou suspeitos de participar da execução de um rapaz de 22 anos com mais de 30 tiros de fuzil. A corporação, no entanto, ainda não divulgou mais detalhes sobre o caso, sob o argumento de preservar as informações para não atrapalhar as investigações

Andrei do Nascimento Catarino estava em casa, zona norte da cidade, na madrugada de segunda-feira (26), quando homens fortemente armados invadiram o imóvel, retiraram ele do quarto onde estava com a esposa e o filho e o levaram até a sala.

No local do assassinato, conforme peritos do Instituto de Criminalística, foram encontradas cerca de 40 cápsulas de fuzil 556, pistola 9 milímetros, além de um cartucho não deflagrado de calibre 12.

Relação na mira
A polícia investiga se o homicídio tem relação com o caso do jovem de 20 anos atingido por oito tiros na noite de domingo (25) no Jardim São Jorge, zona norte de Londrina. No local do crime, também foram encontradas cápsulas de pistola 9 milímetros e fuzil. Andrei Catarino era morador do São Jorge, o que reforça a hipótese de ligação entre os crimes.

O caso está sob a responsabilidade da Delegacia Especializada de Homicídios de Londrina.