Londrina

Africano é preso em hotel de Londrina ao tentar vender` R$ 100 mil em notas falsas

Da Redação ·
Fotos: Rodrigo Marques/Rede Massa/MassaNews
Fotos: Rodrigo Marques/Rede Massa/MassaNews

Policiais do Serviço Reservado do 5º Batalhão da Policia Militar (BPM) de Londrina (norte do Paraná) prenderam um africano em flagrante com notas falsas de R$ 50 e R$ 100, além de muito material para falsificação cédulas. A informação foi confirmada em relatório de ocorrências do 5º BPM divulgado nesta terça-feira (26).

continua após publicidade

Africano é preso em hotel de Londrina ao tentar vender
                
                
                
            
                 R$ 100 mil em notas falsas fonte: Reprodução

De acordo com a polícia, Metogbe Armel Ayihou, de 39 anos, é natural da República de Benin, região da África Ocidental, e está no Brasil desde 2005. Em Ibiporã, ele fez proposta para uma pessoa de "vender" R$ 100 mil em notas falsas por R$ 50 mil em cédulas originais

continua após publicidade

Africano é preso em hotel de Londrina ao tentar vender
                
                
                
            
                 R$ 100 mil em notas falsas fonte: Reprodução

Desconfiança e prisão 
A pessoas a quem Metogbe sugeriu a negociação ficou desconfiada e relatou o caso à PM, que realizou diligências durante duas semanas até localizar e prender o africano em um hotel no centro de Londrina. 

continua após publicidade

Africano é preso em hotel de Londrina ao tentar vender
                
                
                
            
                 R$ 100 mil em notas falsas fonte: Reprodução

Ayihou já havia sido preso pelo mesmo crime em Maceió (AL) e Curitiba e é suspeito de "estar na atividade" há pelo menos oito anos. Ele foi encaminhado à Delegacia da Polícia Federal (PF) por falsificação de moeda corrente trata-se de crime federal.

Africano é preso em hotel de Londrina ao tentar vender
                
                
                
            
                 R$ 100 mil em notas falsas fonte: Reprodução

Com informações e fotos do portal MassaNews