Mais lidas

    Londrina

    Londrina

    MP do Paraná quer apuração de casos de tuberculose em penitenciária

    Detentos durante rebelião em penitenciária do Paraná: sistema prisional em colapso - Foto: Roberto Custódio/arquivo
    Foto por Reprodução
    Escrito por DA REDAÇÃO
    Publicado em 28.03.2016, 13:30:00 Editado em 27.04.2020, 19:51:50
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Fontes da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (CDH-OAB), subseção Londrina (norte do Paraná), adiantaram nesta segunda-feira (28) que vão protocolar ofício no Ministério Público (MP) para solicitar esclarecimentos sobre os casos de tuberculose registrados na unidade 2 da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL). 

    Um preso de 20 anos morreu vítima da doença na última sexta-feira (25). Alisson Rafael Martins Pereira estava internado desde o dia 21 no Hospital Universitário (HU). Dois presidiários estão internados no HU com a doença. Outros seis presos também estão com tuberculose, mas permanecem na penitenciária, conforme nota divulgada pelo Departamento de Execução Penal (Depen) por meio de nota.

    O órgão afirma no boletim informativo que eles foram medicados e em local isolados dos demais presidiários. O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen) denunciou em janeiro a situação caótica da unidade prisional.  

    REBELIÃO E DESTRUIÇÃO Em outubro de 2015, a PEL II registrou a maior rebelião de sua história.  Vários setores e alas da penitenciária acabaram destruídos e o lixo ficou acumulado. Dois agentes penitenciários tiveram que ser afastados após contraírem tuberculose. Um terceiro estava com suspeita de dengue.  A nota do Depen acrescentou que a Secretaria Municipal de Saúde de Londrina está monitorando os casos e na terça-feira (28) os servidores vão assistir palestra sobre o tema.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Londrina

    Deixe seu comentário sobre: "MP do Paraná quer apuração de casos de tuberculose em penitenciária"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.