Justiça manda parar obra em viaduto no município de Londrina - TNOnline
Mais lidas

    Londrina

    Londrina

    Justiça manda parar obra em viaduto no município de Londrina

    Foto por Reprodução
    Escrito por DA REDAÇÃO
    Publicado em 10.02.2016, 13:12:00 Editado em 27.04.2020, 19:53:04
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A Justiça determinou a paralisação das obras no viaduto da PR-445 (Rodovia Celso Garcia Cid) com a avenida Dez de Dezembro, no município de Londrina (região norte do Paraná). A decisão atende o pedido de providências da Promotoria de Defesa de Saúde Pública, do Trabalhador e da Habitação e Urbanismo, cujo signatário é o promotor Paulo Tavares na última semana. 

    O Judiciário ressaltou "que há dúvidas quanto à segurança e solidez da estrutura, não havendo certeza de sua estabilidade, configurando potencial risco aos cidadãos" que utilizam a via. Diversas rachaduras surgiram no muro de contenção. O caso investigado também pela Promotoria de Proteção do Patrimônio Público desde setembro do ano passado. As primeiras fissuras foram registradas ainda em 2014. 

    Na época, o MP solicitou que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) tomasse as medidas administrativas cabíveis em relação às falhas na obra. Reuniões entre o Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (CEAL), o órgão estadual e vereadores do município também foram feitas para discutir a situação do viaduto

    LAUDO - Na semana passada, o CEAL apresentou laudo no qual aponta a instabilidade da edificação, concluindo que há necessidade imediata de paralisação dos trabalhos.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Londrina

    Deixe seu comentário sobre: "Justiça manda parar obra em viaduto no município de Londrina"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.