Unidade do regime semiaberto de Londrina amplia espaço escolar para os detentos - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Londrina

Unidade do regime semiaberto de Londrina amplia espaço escolar para os detentos

Escrito por AEN
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon), unidade de regime semiaberto do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), inaugurou mais uma sala de aula. Em parceria com a comunidade local e com a mão de obra dos próprios detentos, o espaço escolar da unidade foi ampliado e agora poderá atender mais alunos. Atualmente, 210 presos da unidade mantém atividade de estudo, de um total de 273 custodiados. Eles estudam regularmente no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja) Professor Manoel Machado, que oferece ensino fundamental e médio nas dependências da própria unidade. 

Para a diretora do Ceebja, Ivoneide Parra, o novo espaço será fundamental na ampliação do atendimento educacional. “Contar com mais uma sala de aula é ter a certeza de que mais alunos poderão ser atendidos”, comemora. O objetivo é fortalecer as iniciativas de reinserção social, de acordo com o diretor do Centro de Reintegração Social de Londrina, Reginaldo Peixoto. “O trabalho, a educação e a disciplina são poderosas ferramentas no processo de ressocialização, gerando sentimento de responsabilidade, evitando os efeitos do ócio e melhorando a autoestima e a dignidade humana” afirma. 

O diretor diz ainda que é dever das unidades penais auxiliar nesse processo de formação do indivíduo. “Queremos formar e transformar nossos custodiados, ajudando-os a retomar seu lugar na sociedade como cidadãos produtivos e cumpridores de suas obrigações”. O trabalho educacional desenvolvido já traz resultados positivos. Atualmente, sete detentos da unidade cursam o ensino superior em instituições de Londrina. Outros 13 presos já estão inscritos para o próximo vestibular. Desde o início das atividades do Creslon, em 2012, cerca de 20 estudantes já cursaram o ensino superior. COMUNIDADE – A unidade desenvolve diversos projetos em parceria com a comunidade local. Esta é a segunda vez que a população ajuda na doação de parte dos materiais que resultaram na construção de mais uma sala de aula para os detentos.

 Para o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo Moura, o trabalho da direção da unidade em conjunto com a comunidade impressiona. “O Creslon tem altos índices de trabalho e estudo. É uma das unidades de semiaberto mais eficiente nessa questão de tratamento penal dispensado aos presos, digno, efetivamente de elogios das atividades lá desenvolvidas”, declara. NOVOS CURSOS – Cerca de 80 presos já fizeram cursos profissionalizantes na unidade. Para o último trimestre de 2015 serão iniciados três novos cursos: Eletricista, Hidráulica e Pedreiro, que vão atender 60 detentos. Além disso, através do Telecentro, serão quatro turmas para o curso de Informática, com previsão de início na primeira quinzena deste mês. Também estiveram presentes na inauguração da sala de aula o juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) de Londrina, Katsujo Nakadomari; o promotor da VEP, Eduardo Diniz Neto; prefeitos da região, representantes do Senai e Sest/Senat, Pronatec e do Núcleo Regional de Educação.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Unidade do regime semiaberto de Londrina amplia espaço escolar para os detentos"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Todos os candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.

Mais Notícias