Regiões norte e sul recebem ações de projeto cultural - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Londrina

Regiões norte e sul recebem ações de projeto cultural

Escrito por londrina.pr.gov.br
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Nesta quarta-feira (25), das 14 às 18 horas, terá início o projeto independente “Areté: de Norte a Sul”. Serão desenvolvidas oficinas formativas nas modalidades de pintura e desenho, fotografia e intervenção artística por meio da técnica lambe-lambe. Serão 16 oficinas artísticas gratuitas e vivências com quatro artistas nacionais convidados.

O projeto será realizado no Centro Cultural Lupércio Luppi, na avenida Saul Elkind, 790, na região norte, e também no Centro Comunicação e Cultura da Região Sul (Adecom), na rua Ivone Freitas Lopes, 236, na região sul.

O Areté tem patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). As atividades vão acontecer todas as quartas-feiras, até 8 de julho. O projeto traz nove arte-educadores que, por meio das oficinas, vão incentivar a criatividade dos participantes e desenvolver trabalhos artísticos que explorem as paisagens urbanas das regiões norte e sul. As inscrições para o projeto devem ser feitas nos centros culturais de cada região, pelos telefones (43) 3329-0316, na Biblioteca Lupércio Luppi e (43) 3064-0002, no Adecom. 

Após os participantes aprenderem um pouco das técnicas de desenhos, eles vão realizar intervenções artísticas nas respectivas regiões dos centros culturais. Serão feitos, desenhos nos muros da região, com autorização dos moradores e  colagem de lambe-lambe com artes criadas pelos próprios participantes. Além disso, cada um vai fazer a captura de imagens com câmeras caseiras, as chamadas “pinholes”, também feitas por eles.

De acordo com a autora e coordenadora do projeto, Carolina Sanches, após o término das oficinas, os participantes de cada centro cultural vão fazer visitas para ver as obras do outro centro e trocarem ideias entre eles. No mês de outubro, as obras serão expostas na Vila Cultural Grafatório. “Todo o processo de criação, até a exposição dos trabalhos vai transformar a vida desses jovens e adolescentes, inclusive aqueles que vão participar pela primeira vez de uma exposição”, ressaltou.
Artistas - Durante o desenvolvimento do projeto, quatro artistas nacionais vão ministrar oficinas. Um deles é o artista plástico, fotógrafo e professor do Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará, Alexandre Serqueira> outro nome confirmado é o da pesquisadora italiana Rosa Bunchaf que traz as técnicas da Câmera Obscura como estratégia que articula fotografia artesanal, corpo e cidade. O artista carioca Danilo Ricardo Silva, conhecido como Zéh Palito, também participa do projeto. Ele viajou por todos os continentes como voluntário e trabalha com pinturas murais. O curitibano Rimon Guimarães, conhecido na arte de rua (street art) do Brasil, integra o projeto. Ele é desenhista, pintor, performer, músico e ativista. Guimarâes desenvolve ritmos visuais que passeiam por temas cósmicos, metropolitanos e místicos. Desenvolveu pinturas na Gambia-África, deixando arte nos muros das casas das comunidades em que trabalhou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Regiões norte e sul recebem ações de projeto cultural"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Mais Notícias