Mais lidas
Imagens

Um vovô na academia

.

Após 50 anos longe dos livros, Jair Jorge de Souza, 72 anos, treinador de futebol da escolinha do projeto Cantinho Agrícola, de Lunardelli, retornou as salas de aulas para ir atrás de um sonho: se formar em Educação Física. A formatura, marcada para março do ano que vem, é o passo final de uma caminhada de mais de uma década. Para conseguir o diploma, ‘seo’ Jair primeiro precisou completar o ensino fundamental e o ensino médio. Foram sete anos de Educação de Jovens e Adultos (EJA) antes de iniciar o curso de três anos e meio no curso superior semipresencial na cidade de Manoel Ribas. Para o treinador, a colação de grau terá ainda outro diferencial. Ele vai se formar na companhia da neta Rafaela, que se forma no mesmo curso que o avô. Palmeirense fanático, ‘seo’ Jair, que foi jogador de futebol na juventude e passou por todas as ligas amadoras do Paraná, é servidor público municipal há 30 anos. Tendo toda vida ligada ao esporte, ele diz que a opção para voltar aos bancos escolares foi para dar exemplo aos alunos do Cantinho Agrícola, onde é treinador de futebol. “Eu dou aula no cantinho para tirar as crianças da rua faz 17 anos. Eu cobrava deles para participarem da escola, mas eu mesmo só tinha até o 4º ano. Então, resolvi estudar para mostrar para eles a importância dos estudos. A minha volta para a escola foi muito boa, porque foi um incentivo geral”, relata.

A esposa de ‘seo’ Jair, a professora Elza Goulart de Souza, foi uma das grandes incentivadoras para que ele voltasse para a sala de aula. “Aqui na nossa família todo mundo se ajuda. Quando ele tinha alguma dificuldade, eu e minhas filhas sentávamos juntos, estudávamos com ele para tirar as dúvidas. No TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que foi sobre a experiência dele no trabalho no Cantinho Agrícola, as netas que ajudavam na digitação dos textos”, assinala Elza. A neta Rafaela Almeida de Souza, por exemplo, estudava em Arapongas, e ao saber o interesse do avô em realizar o curso de Educação Física trancou a matrícula do curso que havia recém iniciado em Arapongas e esperou o avó fechar o primeiro semestre para só então se matricular em Manoel Ribas.“É um orgulho muito grande colar grau com meu avó. Tudo que sei do esporte aprendi com ele, inclusive, foi meu técnico de futebol e, com certeza, vou me espelhar nele, por toda a sua capacidade e a educação no trato com as pessoas”, enfatiza Rafaela. A professora do curso de Educação Física da Unopar, Gizeli Meurer, diz que ‘seo’ Jair é um encanto de pessoa e, como aluno, é muito dedicado. “Já no primeiro dia de aula, tanto professores como alunos ficaram apaixonados, porque o ‘seo’ Jair é um exemplo de vida. Ele não usa a idade como obstáculo, ele é como os outros alunos. O ‘seo’ Jair tem as dificuldades dele pela idade, mas é muito dedicado. Talvez ele não tenha o conhecimento de hoje em dia com computadores, celular, essas tecnologias. Mas o conhecimento do esporte, de treinamento, muitas vezes é maior do que o nosso conhecimento”. Além do curso de Educação Física, o treinador também faz o curso de Magistério (ensino médio) e ainda a pós-graduação. Uma das professoras do curso de Magistério é a filha dele Silmara Jorge de Souza. “´Não é porque é meu pai não, mas é um dos melhores alunos da escola, gosta muito de ler e não falta em nenhuma aula. Onde tem os jovens é ele que passa experiência de vida. Eu já tenho o diploma de professora, mas ele é quem é o verdadeiro mestre”, completa Silmara. 

 
 


×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber