Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Cauã Reymond se declara aliado na luta por igualdade de gênero no entretenimento

.

Aos 37 anos e recém-saído de seu último relacionamento longo, com a modelo Mariana Goldfarb, Cauã Reymond está repensando as relações amorosas e profissionais dentro do contexto atual do debate pela igualdade de gênero.

Para ele, o mundo está mudando e isso é um bom sinal. Em entrevista ao F5 durante festa de lançamento da revista Vogue, em que estrelou campanha ao lado de Marina Ruy Barbosa, o ator e produtor falou sobre a nova dinâmica que está se criando no universo da dramaturgia e do entretenimento.

Ele conta que escolheu a dedo a diretora Laís Bodanzky para trabalhar em sua nova produção, sobre a história de Dom Pedro I. Produzida e estrelada por Cauã, a série deve começar a ser gravada no segundo semestre de 2018.

"Na época, o filme 'Mulher Maravilha' (2017) suscitou um debate enorme sobre gênero. Pensei que precisávamos de um olhar feminino sobre essa história, e na hora liguei para a Laís, uma diretora tão delicada que fez um trabalho lindo em 'Como Nossos Pais' (2017). Falei para ela: 'temos que mudar isso'. Ela respirou aliviada", conta.

Para ele, o espaço que está sendo aberto para mulheres, negros e outras minorias no audiovisual só tende a aumentar. "A gente vive um momento muito sério, muito interessante, muito rico. A dramaturgia está mudando, a forma de se contar histórias está mudando", comemora, citando o recente sucesso "Pantera Negra" e a luta feminista que está revolucionando Hollywood.

E faz uma aposta: "Tomara que nós latinos também comecemos a ocupar lugares de destaque". Já pensou Cauã concorrendo ao Oscar? E porque não?

'COMECEI A ME TOCAR'

Recém-solteiro, Cauã diz que não está focado em paquera e "de boa" de conhecer alguém no momento. Pai de Sofia, 5, do relacionamento com Grazi Massafera, o ator tem repensado sua própria relação com as mulheres --na vida real e nas telas.

"Comecei a me tocar de algumas coisas. Dia desses, gravando uma cena de amor, percebi que algo mudou em mim. Não é que antes eu fazia errado, mas agora estou a todo momento mais atento, cuidadoso. Fiquei o tempo todo perguntando à atriz: 'tá tudo bem assim? Pode pôr a mão aqui?'", conta.

"Muitos homens --pelo menos os que estão interessados, e eu estou-- estão percebendo que as coisas mudaram. Estão se tocando. Estão se questionando antes de fazer uma piadinha, por exemplo. Me sinto o tempo todo alerta, tentando me colocar no lugar das pessoas".

Em meio às gravações da série "Ilha de Ferro", em que vive um triângulo amoroso com Maria Casadevall e Sophie Charlotte, ele agradece às parceiras de trabalho pelos "toques": "Aprendo muito com elas. Elas me mostram o ponto de vista delas e vou me conscientizando. Como pai de menina, me sinto extra-interessado nesse assunto."

Na nova série da Globo, ainda sem previsão de estreia, ele vive um operário de plataforma de petróleo. A série é escrita por Max Mallmann e Adriana Lunardi e tem direção artística e geral de Afonso Poyart e direção de Roberta Richard e Guga Sander.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber