Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Vazamento em mineroduto suspende abastecimento de água em cidade de MG 

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Um vazamento no mineroduto Minas-Rio, operada pela mineradora Anglo American, suspendeu a captação de água no município de Santo Antônio do Grama (MG), a 230 quilômetros de Belo Horizonte.

O acidente ocorreu às 7h42 desta segunda (12), provocando o derrame de polpa de minério de ferro no Ribeirão Santo Antônio. A captação de água foi interrompida às 10h.

O mineroduto liga uma mina em Conceição do Mato Dentro (MG) ao Porto do Açu, no litoral norte do Rio. O projeto foi idealizado pelo empresário Eike Batista, mas vendido à Anglo American em 2008.

De acordo com a companhia, as atividades na mina foram paralisadas enquanto as causas do acidente são investigadas. "A prioridade é garantir as medidas de controle e mitigação dos impactos socioambientais", disse a empresa, em nota.

O abastecimento de água na região está sendo feito por meio de caminhões-pipa, que estão sendo carregados no município de Rio Casca (MG), a cerca de 30 quilômetros de distância.

A Anglo American afirma que o produto que vazou não é perigoso. De acordo com a empresa, a polpa é composta por 70% de minério de ferro e 30% de água, injetada no duto para permitir o escoamento do minério.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), não há registro de vítimas ou desalojados.

Equipes da secretaria e da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), foram deslocadas ao local para averiguar a situação de determinar medidas ambientais cabíveis.

Com 525 quilômetros de extensão, o mineroduto Minas-Rio corta 32 municípios em Minas e no Rio. A tubulação foi inaugurada em 2014.

Na última quinta (8), o Ministério Público de Minas Gerais ajuizou ação civil pública pedindo à Anglo American ressarcimento de R$ 400 milhões por danos coletivos e sociais causados à população de Conceição do Mato Dentro na implantação do projeto.

O MP questiona o processo de compra de propriedades para a construção das instalações e impactos no abastecimento de água do município.

Devido ao acidente, foi despejada polpa de minério em um dos córregos na área rural de Santo Antônio do Grama (228 km de Belo Horizonte).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber